Dia da Consciência Negra: Clube da Luluzinha e Blá- Blá-Blá político e econômico dificulta mobilidade dos negros no mercado de trabalho

Por Rose Pires

 

No DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, que se comemorou ontem, 20, muitos brasileiros ainda se chocam com o abismo social e econômico no qual se encontra negativamente à população negra deste país.  De acordo com pesquisas do IBGE, 56% dos brasileiros se declaram negros ou pardos ou seja, não brancos, são minoria entre os brasileiros. Entretanto, quando se refere aos índices sócio- econômicos dos brancos brasileiros, o padrão na sua maioria se compara aos dados de países, como Suécia ou Dinamarca. Possuem bons empregos públicos ou privados, boas moradias, grau elevado de instrução escolar, ganham bons salários e não sofrem qualquer tipo de restrições de mobilidade social ou econômica. Muito pelo contrário, os brancos no Brasil são impulsionados para chegarem no topo profissional, um exemplo é o caso do Advogado Cristiano Zanin, que foi presenteado com um belo emprego vitalício no Supremo Tribunal Federal.

Até acontece uma pressão popular para o presidente LULA indicar uma mulher negra para o Supremo Tribunal Federal, mas, pelo comportamento do LULA e seus assessores, vamos ficar no Oba ! Oba! Racismo Estrutural na veia. Vide o último Café da Manhã com o presidente que somente jornalistas brancos participaram. LULA você viu isso ? Ou achou tudo normal ? Na verdade,  pelo quadro apresentado, o governo ficará apenas com o Silvio Almeida, Ministro dos Direitos Humanos e Cidadania, Margareth Menezes, Ministra da Cultura e a Anielle Franco, irmã da Marielle Franco, vereadora morta no Rio de Janeiro, que ocupa o Ministério da Igualdade Racial.

E o Racismo do Banco do Brasil ? Da Escravidão ao Agronegócio.  Dinheiro para os negros tocarem seus negócios nem pensar. Você tem que invadir terras, matar quilombolas e indígenas e aí sim, o Banco do Brasil libera dinheiro para você tocar fogo na mata. 

Se pesquisar bem, acreditamos que qualquer empresa que tenha mais de 100 anos é beneficiada diretamente do processo de tráfico de ser humano ou melhor dos negócios da ESCRAVIDÃO.

Segue textos extraídos dos sites de notícias nos últimos 02 anos sobre o PREJUÍZO DO RACISMO ao povo negro:

65,7% DOS DESEMPREGADOS NO BRASIL SÃO NEGROS: O QUE ESSES DADOS REFLETEM?(SoulBrasil);

Apesar dos programas de inclusão racial, pretos ganham 16% menos que brancos nas empresas( O Globo);

Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil afeta mais os negros(IBGE);

Racismo estrutural segrega negros no mercado de trabalho(CUT);

Racismo estrutural segrega negros no mercado de trabalho(IPEA);

83% dos mortos pela polícia são negros, aponta relatório(Anuário Brasileiro de Segurança Pública);

Máquina de moer gente preta: relatório aponta mais de 20 mil eventos violentos em um ano(Rede de Observatório); 

População negra tem piores índices gerais de saúde no Brasil(Ministério da Saúde). 

O coerente na Cerimônia de ontem no Palácio do Planalto(20) seria cada convidado levar 100 currículos de pessoas desempregadas para entregar para o presidente LULA, é logo em seguida LULA chamar os ministros e fazerem ali imediatamente emprega-los. Qualquer outra ação é conversa fiada.

Por fim, ontem(20), na celebração do Dia da Consciência Negra, no Palácio do Planalto parecia mais um CLUBE DA LULUZINHA. 

 

Uma resposta para “Dia da Consciência Negra: Clube da Luluzinha e Blá- Blá-Blá político e econômico dificulta mobilidade dos negros no mercado de trabalho”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *