PIB da construção cresce 5,6% no terceiro trimestre, segundo o IBGE

Perspectiva de crescimento do setor em 2021 está mantida, analisa o SindusCon-SP

214

O PIB da construção cresceu 5,6% no terceiro trimestre, em relação ao segundo, quando havia registrado queda de 5,7% em relação ao primeiro. Já o PIB nacional se elevou em 7,7% no terceiro trimestre, ante uma queda de 9,7% registrada no segundo. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 3 de dezembro.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano passado, o PIB nacional declinou 3,9%. Na mesma comparação, o PIB da construção recuou 7,9%.

Na análise do vice-presidente de Economia do SindusCon-SP, Eduardo Zaidan, o crescimento do PIB da construção no terceiro trimestre foi ocasionado principalmente pela retomada do ritmo de produção da construção formal e do consequente consumo de materiais, além do prosseguimento da ocupação informal em reformas, ainda alavancada pelo auxílio emergencial.

”Hoje a atividade do setor praticamente voltou ao nível existente antes da pandemia e, na estimativa do SindusCon-SP, a perspectiva de crescimento do PIB da construção em 3,8% em 2021 se mantém, principalmente em função das obras contratadas e, esperamos, do incremento dos investimentos, se a política econômica conseguir encaminhar satisfatoriamente a questão fiscal”, comenta Zaidan.

O PIB das atividades imobiliárias registrou um crescimento de 1,1% no terceiro trimestre, ante um crescimento de 0,5% no segundo, na comparação com o primeiro. Em relação ao terceiro trimestre de 2019, o PIB deste segmento aumentou 2,7%.

A taxa de investimento no terceiro trimestre foi de 16,2% do PIB, praticamente estável em relação ao 16,3% registrados no mesmo trimestre de 2019.

A Formação Bruta de Capital Fixo recuou 7,8% no terceiro trimestre, menos do que a queda de 15,2% no segundo, em relação aos mesmos períodos do ano passado.

Fonte: Sinduscon-SP

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.