Retroescavadeiras e pás-carregadeiras são opções para agilizar o trabalho no campo

298

New Holland Construction possui dois modelos de retroescavadeiras e quatro de pás-carregadeiras em seu portfólio

Julho, 2017 – Historicamente os equipamentos de construção mais utilizados para qualquer tipo de obra no Brasil são as retroescavadeiras e as pás-carregadeiras. E isso vem acontecendo também na agricultura. E os dados da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) comprovam isso.

As retroescavadeiras são constantemente comparadas a canivetes suíços em razão da versatilidade de aplicações. Créditos: divulgação

A agricultura foi responsável por 7% de todas as vendas no mercado brasileiro em 2012 e seguiu com essa participação sobre o total das vendas até 2016. Mas, em 2017, somente no primeiro trimestre, passou a responder por 12% do total das vendas no mercado brasileiro. E, para o segmento de construção, a máquina mais vendida é a retroescavadeira (seguida pela pá) e, na agricultura, é a pá-carregadeira (seguida pela retro), segundo a associação.

Dois dos três irmãos proprietários da 3W Agronegócios, que tem atividades em Carrancas (MG), aproveitaram a realização da Agrishow 2017, que contou com estande da New Holland Construction, para realizar a aquisição de uma retroescavadeira da marca, modelo B110B. Segundo Wilker Franco, a empresa que já possui uma B110B em atividade, adquiriu nova máquina para também atuar na abertura de áreas de sua propriedade. “Nossa escolha foi baseada na produtividade do equipamento: rapidez no giro, fácil operação e economia na operação”, destaca Franco. Além de calcário, a 3W atua na região no plantio de milho, soja e feijão na região.

“Cada vez mais agricultores de todos os portes têm conseguido, com a utilização de nossas máquinas, economizar tempo e aumentar a produção neste momento em que é necessário reduzir os custos”, explica Paula Araújo, gerente de Marketing da New Holland Construction para América Latina.

RETROS: ABERTURA DE VALAS E ELEVAÇÃO DE CARGAS

As retroescavadeiras são constantemente comparadas a canivetes suíços, ou porta-ferramentas, em razão da versatilidade de aplicações.  Além de atividades na construção civil, essas máquinas têm requisitos de sobra para se manterem entre os equipamentos mais cotados também nas atividades agrícolas: destaque para os diversos implementos, como garfo pallet, placa vibratória, caçambas de variados tamanhos e funções, vassoura hidráulica, perfuratrizes entre outros.

A New Holland Construction, marca presente no país há 65 anos com fábrica em Contagem (MG), produz no Brasil dois modelos de retroescavadeiras – B95B e B110B – para serviços como escavação, elevação de carga e abertura de valas com rapidez e precisão. Paula Araújo, gerente de Marketing da New Holland Construction para América Latina, diz que versatilidade é a palavra que mais se encaixa quando se fala em retroescavadeiras. “A máquina é capaz de realizar tarefas além dos canteiros de obra, desempenhando bom papel em limpeza, obras de manutenção e ruas, redes pluviais e esgotos”, observa.

A B95B se destaca pela agilidade, alcance, precisão e força, além de oferecer segurança na operação. Assim como a versão B110B, a máquina possui motores turboalimentados, que oferecem mais torque e potência. De acordo com Paula, todos os motores das retroescavadeiras são FPT Industrial tier 3 e utilizam componentes robustos e correias poli–V autoajustáveis para maior durabilidade. “Jatos de óleo refrigeram a parte inferior dos pistões para um controle perfeito da temperatura, uma função que geralmente é reservada a motores de maior potência”, explica.

UMA PÁ DE VANTAGENS

É assim que as pás carregadeiras New Holland Construction são reconhecidas pelos clientes, tanto para atuar nas atividades agrícolas, na cidade e na construção civil. “Curva de nível é tudo numa propriedade”, resume o produtor rural Ademar Formi­gheri sobre o plantio em linhas com diferentes altitudes do terreno. Além de viabilizar a produção, técnica que evita a erosão e os deslizamentos.

Cinco anos atrás, Formigheri procurava uma máquina que fizesse esse trabalho com per­feição, para a produção de soja, milho e outras culturas em proprie­dades entre o interior do Paraná e o Mato Grosso. Encontrou a pá-carregadeira W130, e com ela não só garantiu as curvas de nível em suas propriedades como também passou a prestar serviços para os produtores da região de Corbélia (PR). Logo em seguida comprou mais uma do mesmo modelo e uma W170B. A próxima aquisição, planeja, será uma W190B. “Só tenho New Holland. É como comprar um carro, você nunca mais quer andar a pé”, brinca o produtor. Formigheri confia principal­mente na robustez da linha. “Só para se quebrar ou se chover”, afirma.

Pá-carregadeira W190B é o maior modelo produzido no Brasil. Créditos: Divulgação

ECONOMIA EM QUALQUER CENÁRIO

Os modelos da linha de pás-carregadeiras da New Holland Construction variam de tamanhos e carac­terísticas, mas têm em comum a manutenção fácil e a relação custo/benefício mais vantajosa, qualquer que seja a aplicação, de acordo com o especialista de Marketing de Produto Ésio Dinis.  A diferença entre a 12D EVO e as W130B, W170B e W190B está na sofisticação dos controles. Enquanto a 12D EVO tem manejo mais simples e intuitivo, sendo mecânica as “W” são mais tecnológicas .

O especialista destaca que todos os modelos de pás-carregadeiras da marca podem ser utilizados para padronizar o tamanho de talhões, a largura dos carreadores, as áreas de carregamento, além de construção de curva de nível, carregamentos, limpe­za de estradas, construção de barragens e abastecimento de silos. “Importante lembrar que as máquinas tam­bém têm caçamba maior que as similares oferecidas no mercado para alimentar as caldeiras e uma série de características exclusi­vas para as demandas do setor sucroalcooleiro”, informa.

A FAMÍLIA “W”

W130B, W170B e W190B são três modelos que evoluem em tamanho e em alguns detalhes de tecnologia. As marcas regis­tradas da W130B são potência, versatilidade e ciclos rápidos; alta performance e elevada capacidade de carga. A W170B e a W190B foram projetadas para trabalhos pesados, proporcionando a máxima produtividade, com muito conforto para o operador e fácil manutenção.

Todas as pás-carregadeiras New Holland Construction tem motor FPT Industrial, porém os dois modelos maiores, W170B e W190B, têm opção no motor para quatro modos de trabalho: potência máxima para ativi­dades em condições extremas; standard, para cargas normais; econômica, para aplicações gerais e traslado; e possibilidade de seleção de potência, em função do trabalho. Ambos oferecem a melhor cabine da categoria, am­pla e com excelente visibilidade.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.