Comissão de Meio Ambiente da CBIC discutiu soluções para a destinação correta de resíduos da construção civil.

241

 

SINDUSCON--SP II
CBIC

A gestão dos resíduos gerados pela construção civil esteve no centro dos debates da reunião da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CMA/CBIC) realizada na última sexta-feira (08/07), na sede do SindusCon-SP. Questões como logística reversa dos resíduos resultantes do processo de pintura e de sacarias de cimento e argamassa e o transporte dos resíduos foram abordadas durante o encontro.O consultor do Sinduscon-PR, Ivanor Fontin, abordou a questão do transporte dos resíduos gerados numa obra. Uma pesquisa feita pelo sindicato, no Paraná, com os transportadores, resultou na obtenção de dados surpreendentes, como a alta variação do custo cobrado por essas empresas, que apresentam diferenças acima de 30%.

A coordenadora técnica do Comitê de Meio Ambiente do SindusCon-SP (Comasp), Lilian Sarrouf, apresentou um relato sobre a evolução do grupo de trabalho formado pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Tinta (Abrafati), CMA/CBIC e SindusConSP para o desenvolvimento da logística reversa de resíduos do processo de pintura.

Além da questão de resíduos, a reunião abordou temas legislativos como o Código Florestal e projetos de lei relacionados ao Reúso de Água em Edificações e a questão das Áreas Contaminadas.

Fonte: Boletim CBIC 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.