Maricá: Caxito e Itaipuaçu vão ter centros de atividades esportivas

197

O ano está sendo de muitas novidades no esporte em Maricá. Novos equipamentos e um novo projeto vão beneficiar diferentes áreas do município nos próximos meses, juntamente com a continuação do programa Segundo Tempo e do projeto Navegar. Tudo é resultado do esforço da parceria entre as secretarias municipais adjuntas de Esportes e de Obras. 

Duas novas instalações esportivas deverão ser erguidas nos próximos meses. A primeira será o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), que vai abrigar 12 modalidades olímpicas e paraolímpicas disputadas em ambiente fechado. O espaço terá estrutura completa com pista de atletismo e duas quadras de tênis. De acordo com a Secretaria Municipal Adjunta de Obras, a construção deverá começar em até dois meses numa área que fica no Caxito. 

SECOM MARICA
Imagem: Divulgação

O outro equipamento será a Vila do Esporte, que será erguida próximo à associação de moradores do loteamento São Bento da Lagoa, em Itaipuaçu. Segundo a secretaria, o convênio viabilizado pelo Departamento de Convênios e Repasses com a União, a partir de emenda parlamentar, deverá ser assinado nos próximos dias, com o edital de licitação sendo divulgado em seguida. O espaço terá uma quadra coberta, um campo de futebol society e uma área com aparelhos de ginástica.

Além desses novos empreendimentos, o secretário municipal adjunto de Esportes, Leonardo Souza, disse ainda que o programa “Segundo Tempo” continua este ano na cidade. Após a prestação de contas da edição anterior, um novo convênio foi assinado com o Ministério do Esporte para que o programa (que já existe em Maricá desde 2009) funcione em onze unidades da rede municipal de ensino oferecendo 15 diferentes modalidades esportivas. Entre elas, a novidade é o tênis de mesa. Além desse, o projeto Navegar também está ‘de vento em popa’ na Lagoa do Boqueirão, atendendo a cerca de 100 crianças de seis escolas da região.

Segundo o secretário, todos esses projetos em andamento simbolizam o acerto do setor na cidade, que antes não tinha um órgão público próprio. “A determinação da Prefeitura em explorar o potencial esportivo de Maricá foi fundamental para esse sucesso. Hoje temos projetos que têm a aprovação direta do Ministério do Esporte, o que é algo inédito em nossa história”, avalia.

Fonte: Ascom/Maricá-RJ

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.