ALUNOS DA REDE MUNICIPAL PASSAM POR AVALIAÇÃO DE PESO

292

O Programa Conta na Balança, que atua no combate à obesidade infantil na rede municipal, iniciou o ano letivo realizando a avaliação antropométrica peso, altura e circunferência abdominal de alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

O trabalho está sendo feito em 45 escolas das áreas urbana e rural da cidade, englobando mais de cinco mil estudantes.

O objetivo é avaliar resultados do Programa, iniciar o acompanhamento de novos alunos, planejar e estabelecer metas de trabalho para este ano. Entre as escolas onde a equipe já realizou a pesagem estão Hetelvina Carneiro, na Vargem Grande; João Rodrigues, na Fumaça; Francisco Quirino, em Visconde de Mauá; Noel de Carvalho, na Nova Liberdade, entre outras.

Premiação Conta na Balança EM Marieta Salles Cunha. Foto: Marcio Fabian

No momento a equipe do Programa está avaliando as turmas do Colégio Municipal Getúlio Vargas, na Cidade Alegria. A previsão é que a pesagem nesta unidade termine até o final da próxima semana.

– A partir daí, vamos começar a fechar o índice com dados sobre alunos obesos, com sobrepeso, abaixo do peso, etc. Em abril a equipe deve se reunir para começar a avaliar os resultados – explica o secretário municipal de Educação, Mário Rodrigues.

A avaliação do peso é o primeiro passo. Depois disso o Programa atua na conscientização de pais e alunos dentro das escolas sobre alimentação saudável, e os alunos são encaminhados para realização de exames de sangue e os que apresentam alterações são acompanhados pela Área Técnica de Alimentação e Nutrição (ATAN), da Secretaria Municipal de Saúde e recebem atendimento nas unidades básicas de saúde.

Nos últimos dois anos, o Programa obteve bons resultados através das suas ações. De 2014 para 2015, o número de alunos obesos na rede municipal caiu de 979 para 915. Os com sobrepeso, de 1.363 para 613. O relatório apontou ainda a redução de crianças abaixo do peso de 228 para 83. 

Para este ano o Conta na Balança planeja incentivar a agricultura familiar com a cultivação de hortas em terrenos baldios, espaços urbanos, oferecendo uma fonte de renda e a produção de hortaliças orgânicas sem agrotóxicos para consumo das famílias.

A ideia é mapear as áreas disponíveis, elaborar projeto de lei para aprovação na Câmara Municipal, selecionar famílias através do Cadastro Único do Governo Federal e capacitá-las para que possam cuidar das suas produções. 

O Conta na Balança foi idealizado pela médica e deputada estadual Ana Paula Rechuan. Ele é desenvolvido numa parceria entre as Secretarias Municipais de Educação, de Saúde, de Assistência Social e Direitos Humanos e de Esporte e Lazer, além da Superintendência Municipal de Eventos e da Nutriplus, empresa responsável pela merenda escolar. Atualmente, a iniciativa foi inserida oficialmente nas ações da Secretaria de Educação como política pública para combater a obesidade na rede municipal.

Fonte: Ascom/Prefeitura de Resende-RJ

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.