ZF torna-se fornecedora completa de sistemas autônomos de transporte

180

Hamburgo. A ZF está expandindo sua linha de produtos para sistemas de shuttles autônomos e elétricos. Com efeitos imediatos, o Grupo passa a oferecer não só os próprios veículos, mas também todos os serviços complementares necessários ao planejamento, implementação, operação, manutenção e reparação de sistemas autônomos de transporte de passageiros. A ZF está direcionando sua oferta para cidades e operadoras de mobilidade urbana para acelerar a expansão desta importante opção. Os shuttles da ZF já podem resolver muitos problemas graves de tráfego hoje, pois transportam pessoas com mais rapidez e reduzem o número de automóveis nas ruas,  bem como as emissões de poluentes nas metrópoles. Além disso, os shuttles facilitam a conexão das áreas rurais aos centros urbanos.

Frank Klingenhöfer, Membro do Conselho de Administração da DB Regio Bus, e Torsten Gollewski, Head de Sistemas de Mobilidade Autônoma da ZF, assinam o Memorando de Entendimento.
Crédito/Foto:: ZF Friedrichshafen

De acordo com a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o tráfego urbano é responsável por cerca de 40% das emissões globais de transporte de passageiros, que causam danos ao clima. No entanto, tanto o número de moradores das cidades quanto suas necessidades de mobilidade aumentarão significativamente nas próximas décadas. Além da eletrificação acelerada do tráfego urbano, conceitos de mobilidade inteligente são necessários para que as cidades possam ajudar a cumprir suas metas climáticas e oferecer aos seus habitantes um lugar mais atrativo  para morar.

Uma solução são os sistemas autônomos de transporte de passageiros. Na preparação para o Congresso Mundial ITS que acontece de 11 a15 de outubro em Hamburgo, Alemanha,  a ZF mostra como essa solução está se tornando muito mais acessível e atrativa para os municípios.  Além dos veículos de transporte movidos a bateria exclusivamente elétricos e de condução autônoma que o Grupo mantém em seu portfólio desde a aquisição da empresa 2getthere em 2019, a ZF passou a oferecer também todos os serviços necessários para o planejamento, implantação, operação, manutenção e reparação de um sistema de shuttle autônomo.

No futuro, a ZF desenvolverá sistemas de direção autônoma para shuttles com a Oxbotica.. Crédito/Foto: ZF

Atualmente, os municípios e os operadores de mobilidade urbana precisam de muito conhecimento e recursos para implantar sistemas autônomos de transporte de passageiros. Neste caso,  a ZF apoia com seu conhecimento de projeto e sua rede de serviços. “Nossa solução está disponível imediatamente e pode dar uma contribuição imediata para a redução das emissões relacionadas ao tráfego local”, explica Torsten Gollewski, Head de Sistemas de Mobilidade Autônoma da ZF.

Pacote completo elimina preocupações para cidades e passageiros

As ofertas da ZF são muito abrangentes, pois como grupo de tecnologia fornece os sistemas de transporte, ajuda a criar o layout da rota, acompanha a instalação e comissionamento dos sistemas de transporte e oferece suporte a serviços – e, se necessário, reparos. A ZF também assessora softwares de gestão de frotas ou soluções de conectividade que garantem a conexão com a infraestrutura de tráfego – como semáforos e indicadores de velocidade – e também a comunicação com os passageiros por meio de apps.

A ZF agora oferece não apenas veículos de transporte, mas também todos os serviços necessários para o planejamento, implementação, operação e manutenção de sistemas autônomos de transporte de passageiros.
Créditos/Foto:ZF

“A atual geração de shuttles foi projetada para operação em pistas separadas estruturalmente. Para muitas cidades, o aplicativo já significa um alívio da situação do trânsito congestionado”, diz Gollewski. “As rotas podem ser projetadas de forma que complementem de maneira otimizada o sistema de transporte público existente”. Metrópoles ou cidades de médio porte também podem melhorar significativamente sua conexão com as áreas rurais próximas. Linhas ferroviárias abandonadas podem ser convertidas em rotas de shuttles autônomos a custos significativamente mais baixos do que seriam incorridos pela construção e ativação de veículos ferroviários elétricos.

Os sistemas de shuttles autônomos em vias segregadas também são particularmente atrativos para os passageiros, já que não há atrasos devido a congestionamentos – em contraste com a condução com robo-táxis, que se movem por estradas congestionadas com usuários regulares. Graças à alta frequência e pontualidade dos shuttles autônomos, muitos passageiros chegam ao seu destino com rapidez e conforto. Isso reduz a densidade de veículos no interior das cidades e oferece uma alternativa altamente satisfatória aos modos de transporte atuais.

Paul Newman, fundador e CTO da Oxbotica: “A parceria com a ZF é um marco importante em nossa estratégia de direção autônoma.”
Crédito/Foto: ZF

Rede poderosa

Com a próxima geração de shuttles autônomos, a ZF pode cobrir outras aplicações – como a operação de shutles autônomos em pistas especialmente designadas e como participante regular no tráfego geral da cidade.

Com a DB Regio, a ZF ganhou um parceiro que elimina  as preocupações e complementa os planos das empresas de transporte municipais ou associações regionais de transporte com shuttles autônomos. “Com a ZF, a DB Regio Bus tem ao seu lado um forte parceiro tecnológico para fortalecer o transporte público com shuttles elétricos, autônomos e flexíveis. Buscamos um objetivo comum que é o de desobstruir as vias das metrópoles, cidades e comunidades e tornar o transporte público livre de emissões”, afirma Frank KlingenhöferMembro do Conselho de Administração da DB Regio Bus. Outras parcerias, por exemplo, para leasing e financiamento de frotas de veículos, serão anunciadas em breve.

Torsten Gollewski, Head de Sistemas de Mobilidade Autônoma da ZF.. Crédito/Foto: ZF

Com esta nova oferta, a ZF aprimora ainda mais sua posição de liderança global em tecnologia de mobilidade. Por exemplo, graças à sua organização no mercado de reposição, que atua com mais de 10 mil  oficinas de serviço em 115 países, a ZF também pode fornecer manutenção e serviço para shuttles autônomos em praticamente qualquer lugar do mundo. A ZF também conta com a rede de parceiros de desenvolvimento. Por exemplo, a empresa também trabalha em estreita colaboração com a Oxbotica. A ZF detém uma participação de 5% na startup britânica de alta tecnologia, que  fornece o software para funções de direção autônoma e pode ser integrado ao supercomputador ZF ProAI, além de  funcionar nos sistemas autônomos de transporte.

Para mais informações visite: www.zf.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.