Trabalho em altura: escolha bem a empresa para não esquentar a cabeça durante e depois da obra

Como a escolha da empresa por menor preço pode ser a pior solução quando se trata de obras complexas

0 201

Agosto de 2019 – Trabalhos em altura, como os de pintura e limpeza de prédios e fachadas, podem ser um desafio para quem executa o serviço e para quem o contrata. Escolher baseado somente no preço pode custar muito caro, pois hoje a responsabilidade por acidentes em obras também é do dono dela.

Existem várias empresas especializadas em executar esses serviços, mitigando riscos e garantindo que sejam mínimos os problemas durante a obra, é o que diz o engenheiro civil da Versátil Pinturas, Leopoldo Figura. Versátil Pinturas é uma empresa especializada em pinturas prediais e industriais, responsável por obras como a revitalização e pintura de um dos mais famosos cartões postais de Curitiba, o Museu Oscar Niemeyer e de famosos Shoppings Centers pela capital paranaense.  

“A contratação de serviço em altura, sem o devido conhecimento e supervisão, pode causar uma dor de cabeça muito grande aos donos de obras. São equipamentos de segurança e de execução da obra, treinamentos específicos e exames de saúde dos trabalhadores que são obrigatórios e que muitas vezes não são pedidos no momento da contratação”, afirma Figura.

O engenheiro destacou os requisitos mínimos de segurança previstos na legislação trabalhista, em especial na Norma Regulamentadora de número 35 do Ministério do Trabalho, que estabelece que trabalho em altura é todo aquele acima de 2 metros de altura do nível inferior e que exista risco de queda.

Outro ponto crucial durante a execução do serviço é a supervisão, que não pode ficar a cargo do dono da obra, síndico ou pessoa que não esteja capacitada para tal.

“O coordenador da obra é quem irá fiscalizar se todos os equipamentos e as medidas de segurança estão sendo tomadas, além de ser sua responsabilidade identificar potenciais riscos aos trabalhadores e a obra”, afirma o engenheiro.

O mercado da construção

Num país que conta com mais de 422 mil negócios formalizados no setor da construção civil, segundo dados do Empresômetro, buscar reduzir custos pode ser uma saída mais cara ao final da obra.

“O custo para quem contrata uma empresa especializada não é muito maior de quem contrata um trabalhador avulso para sua obra. Na Versátil, por exemplo, somos proprietários de nossos equipamentos e todos eles passam por perícia, custo que o dono da obra teria que arcar separadamente quando contrata um trabalhador avulso, além de não ter certeza da procedência e qualidade do equipamento”, revela Figura.

Focar em segurança e qualificação garante que o trabalhador se sinta valorizado, além de ter uma melhor colocação no mercado de trabalho.

“O trabalhador, tendo segurança naquilo que faz, na seriedade da empresa, executa melhor suas tarefas, garantindo um trabalho com mais qualidade e com redução drástica nos riscos de sua profissão”, garante o engenheiro.

Para o advogado Ulisses Dalcól, a escolha da empresa para serviços complexos, como os realizados em altura, é muito importante.

“Para o contratante é muito mais seguro ter o suporte de uma empresa especializada, que tenha experiência nesses serviços e que possa garantir a aplicação da legislação, pois já existem decisões que trazem o dever do dono da obra em indenizar o trabalhador quando este não observa as normas regulamentadoras, como a NR35, e as regras básicas de segurança”.

Nesse sentido a Versátil Pinturas está no ramo há 40 anos, contando com equipamentos de alta tecnologia, treinamentos frequentes e parceiros de renome no setor da construção civil.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: http://versatilpinturas.com.br/ ou pelo telefone (41) 3077-9144

Fonte: imprensa/ Versátil Pinturas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.