TecBan apresenta seu modelo de plataforma com conexão digital para Open Banking

Empresa investiu mais de R$ 2,2 bilhões nos últimos cinco anos em soluções e serviços inovadores que buscam ajudar o setor e conectam o mundo físico e o digital

0 57

Agosto, 2019 A TecBan apresentou ontem, durante o evento Open Banking: Como as experiências do Reino Unido podem se aplicar ao Brasil’, seu modelo de plataforma que permite o acolhimento seguro e confiável dos milhares de novos participantes do ecossistema no Open Banking. O objetivo da solução é auxiliar o setor na busca das melhores alternativas e decisões para o Open Banking, sendo utilizada por instituições financeiras e provedores de serviços de diversos setores como uma interface para validar e certificar seus acessos e transações com o cliente final.

Identificar corretamente os players participantes é considerado crucial por especialistas, garantindo que os dados dos clientes sejam compartilhados de forma rápida, segura e acessados somente por meio de terceiros autorizados e regulados. A plataforma de Open Banking TecBan, assim como o Banco24Horas com mais de 23 mil ATMs equipados com biometria, está pronta para ajudar o setor, garantindo autenticidade aos consumidores e evitando que fraudadores se passem por clientes.

“Atuamos há 37 anos como plataforma multibanco e estamos prontos para ampliar a colaboração com os players do setor, sempre atuando como facilitadores no caminho da transformação. Do físico ao digital, a TecBan compartilha de forma segura e eficiente informações solicitadas por milhões de clientes, todos os dias. Portanto, conhecemos cada um dos desafios desse ecossistema”, explica Tiago Aguiar, Head de Novas Plataformas.

OPEN BANKING

O evento ‘Open Banking: Como as experiências do Reino Unido podem se aplicar ao Brasil’ contou com a participação de especialistas internacionais. A convite da TecBan, Chris Michael, CTO da Open Banking Implementation Entity (OBIE) do Reino Unido, e Huw Davies, Diretor de APIs Comerciais da OBIE, falaram sobre o status, as oportunidades, os casos de uso e as lições aprendidas com a criação e implementação do Open Banking na Europa. Ambos trabalharam diretamente na implantação do sistema.

Com a chegada do novo modelo, o cliente terá total controle dos seus dados e poderá oferecê-los de forma segura a terceiros e, principalmente, revogar o consentimento a qualquer hora. Tiago acrescenta que os serviços financeiros se tornarão ainda mais relevantes para os clientes no ambiente digital. “Ao abraçar o Open Banking, bancos poderão desenvolver produtos usando seus principais ativos: confiança, capilaridade e conhecimento do cliente, de forma a crescer digitalmente”, analisa Tiago.

Acesse o site www.tecban.com.br 

Fonte: Imprensa/TecBan

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.