Sustentabilidade na construção civil

No dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, especialista dá dicas para redução de impactos ambientais no setor da construção.

208

Maio, 2021 – Redução de resíduos gerados, consumo de energia, água e outros recursos naturais, além do menor desperdício de materiais são algumas das práticas sustentáveis que vem ganhando corpo na construção civil. Segundo o Conselho Internacional de Construção (CIB), a indústria da construção é a que mais explora e consome recursos naturais e utiliza energia de forma intensiva. No Brasil, estima-se que a média de resíduos da construção civil seja em torno de 800 quilos por habitante ao ano. A construção civil também gera impactos na emissão de carbono: as edificações respondem por 40% do consumo global de energia e 30% das emissões globais de gases do efeito estufa. Neste Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho, o tema ganha espaço para reflexão.

O diretor da Camargo Química, empresa catarinense focada no atendimento ao setor de construção, Fábio Camargo, explica que é possível adotar técnicas que minimizem o impacto ao meio ambiente e à sociedade. “Vivemos uma nova era, com a preocupação ambiental cada vez mais constante na sociedade, e isso tem influenciado significativamente o mercado consumidor e, principalmente, a indústria da construção, com o desenvolvimento de produtos que auxiliam nas obras e ao mesmo tempo são sustentáveis”, aponta.

Confira as dicas do especialista:

– Procure utilizar materiais sustentáveis. Um exemplo são os desmoldantes, que podem ser compostos de óleos com base animal, vegetal, mineral como alternativas para não agredir o meio ambiente.

– Crie uma cultura de reaproveitamento de materiais, invista em processos de gestão inteligente de resíduos.

– Na limpeza e conservação de locais que lidam diariamente com concreto e derivados é possível optar por produtos específicos biodegradáveis, como é o caso da linha Bio 360 distribuída com exclusividade no Brasil pela Camargo Química. Ela remove cerca de 15% a mais de concreto do que os produtos convencionais e não oferece risco a quem utiliza.

– Evite o consumo excessivo de energia, água e outros recursos naturais. Adote políticas de redução de consumo. Se possível, utilize um sistema de reaproveitamento de água.

– Também é possível utilizar impermeabilizantes sustentáveis, como o Green Seal, uma manta líquida em poliuretano com 100% de sólidos, bicomponente, elástica e flexível.

– Preste atenção à destinação do lixo gerado na construção. Procure direcionar os resíduos das demolições e da própria construção ao local correto de descarte.

Fonte: Camargo Química

 

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.