Sua obra com qualidade e segurança:Por que é fundamental impermeabilizar estruturas de concreto?

Durante o 15º Simpósio Brasileiro de Impermeabilização, Paulo Helene, Conselheiro Permanente do IBRACON, falou sobre a importância deste processo para a durabilidade das estruturas!

0 554

Junho, 2018 – No Brasil, a grande maioria das construções utiliza o concreto, material versátil, adaptável e que garante durabilidade às obras. Mesmo com tantas vantagens, não dispensa a impermeabilização. Pelo contrário, tal processo é importantíssimo para a resistência e qualidade da estrutura.

Durante o 15º Simpósio Brasileiro de Impermeabilização, o Professor Paulo Helene (atualmente Conselheiro Permanente do IBRACON, Diretor da PhD Engenharia e membro de ACI, ABNT, CTBUH, IABSE, fib, ABECE, ABPE, ALCONPAT) foi responsável pela palestra sobre “A importância da impermeabilização nas estruturas de concreto”, destacando a evolução do mercado deste segmento, sobretudo da indústria química ligada a construção, com o desenvolvimento de concretos especiais.

Fundamental na obra, o processo de impermeabilização evita problemas dos mais variados níveis. Manchas, bolhas e mofo são alguns contratempos que exigem uma manutenção menor. Já a infiltração e corrosão (comum em estruturas de concreto armado), demandam mais cuidado e, claro, investimento financeiro.

O conhecimento e aplicação correta das normas técnicas são essenciais, além de um projeto baseado em um estudo correto das estruturas. Este deve prever a drenagem eficiente da água, garantir a utilização do concreto apropriado utilizado em cada etapa da obra, controlar fissuras e prever revestimentos duradouros. O projeto de manutenção também tem sua importância, pois prevê os processos de envelhecimento da edificação e os mecanismos de deterioração. Em sua palestra, Paulo Helene abordou a norma 12655 com destaque para problemas de estanqueidade da junta e a necessidade de maior divulgação deste tema.

Fonte: Imprensa/IBI

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.