Startup gaúcha visa ser o Uber do descarte da construção civil

Empresa vencedora do Creathon 2019 começa a operar em Porto Alegre-RS

1.783

Julho, 2020 – Vencedora do “Creathon 2019 – Co-criação e Resíduos”, a startup 5 Marias entrou em operação esta semana em Porto Alegre, capital gaúcha, com o serviço I-SIS, cujo propósito é fazer a ligação entre o gerador de resíduo da construção civil, o transportador (tele entulhos) e o receptor correto, minimizando o descarte ilegal e gerando renda. “Nossa ideia de “uberização” do serviço de chamada de tele entulho foi a vencedora porque vamos garantir que o descarte será feito nos locais corretos e de acordo com a legislação ambiental vigente. Cada tipo de resíduo deve ir a um determinado local e apenas depois do descarte correto, o gerador recebe o fechamento do negócio com a emissão final do Manifesto de Transporte de Resíduo da Construção Civil (MTRCC)”, explica Daniely Votto uma das sócias da startup.

Visita técnica BRASERV janeiro 2020_Divulgação

A 5 Marias participou do programa Startup Garagem no Tecnopuc e enquanto estão em fase de rodagem de modelo e financiamento para o desenvolvimento do aplicativo, o serviço é oferecido por WhatsApp com valores praticados pelo mercado de tele entulho (caçamba de gesso e madeira R$300,00, caçamba de caliça 250,00 e Caçamba mista 330,00). A startup já tem a parceria de todos os elos da cadeia de descartes de resíduos de obras, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade e do Departamento Municipal de Limpeza Urbana e visa conquistar mercado junto a construtoras e incorporadoras, indústria e comércio, escritórios de engenharia e arquitetura, empresas de tele entulho, empresas receptoras de resíduos da construção civil e a população direta.

Além de buscar resolver a questão do descarte incorreto de resíduos da construção civil, a 5 Marias também fará com que os receptores, muitos deles também são recicladores, tenham mais materiais para trabalhar e revender. Hoje, empresas de reciclagem desses tipos de materiais de descarte, em Porto Alegre, trabalham apenas com 10% de seu potencial por falta de resíduos destinados corretamente, conforme a natureza do material.

De acordo com dados do Executivo Municipal, hoje, na capital, existem 318 focos de resíduos irregulares e o município gasta cerca de R$ 1,8 milhão por mês para limpar os descartes deixados em locais inapropriados. O edital lançado Creathon 2019 pela Prefeitura de Porto Alegre em parceria com Pacto Alegre, Parques Tecnológicos da PUCRS, UFRGS, Unisinos e outras entidades, buscava soluções tecnológicas para amenizar este problema enfrentado pela cidade.

A 5 Marias é formada por cinco mulheres com perfis variados e complementares e formações em gestão ambiental, engenharia, direito, gestão pública e comunicação e pode ser contratada pelo WhatsApp (51) 998 51 71 54. 

Contate a 5 Marias

instagram.com/_5marias_/

facebook.com/5marias.sustentaveis/

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.