Seu bolso: Com a conta de luz mais alta consumidores precisam pensar em energias alternativas

A tarifa da bandeira amarela aumentará em 50%

0 144

Maio, 2019 – Na última terça-feira (21) foi a anunciada uma medida que aumenta a conta de luz da população brasileira. A bandeira amarela terá um acrescimento de 50% na comparação com o praticado atualmente, isso significa que a bandeira passará de R$1,00 para R$1,50 por 100KWh. A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), informou também que o preço da bandeira vermelha patamar 1, passará de R$3,00 para R$4,00, um acréscimo de 33%, já no patamar 2 da bandeira vermelha houve um acréscimo de 20%, que significa que de R$5,00 passará para R$6,00.

A única tarifa que não sofreu aumento foi a da bandeira verde, que significa que existem condições favoráveis de geração de energia. As bandeiras foram adotadas pela Aneel para medir e indicar se terá aumento do valor da energia ou não.

“Hoje a agência reguladora utiliza estes balizadores para que se possa tomar a decisão em função das condições de geração de eletricidade. Se precisará aumentar o valor da taxa, ou não.”, explica o Alcione Belache CEO da Renovigi, uma das maiores fabricantes de fotovoltaica do mercado.

Alcione vai além, “Isso significa, também, que a nossa energia está mais cara para produzir. A crise hídrica é uma realidade, é preciso mudar a chave e procurar energias renováveis e gratuitas. E com isso, acabar com esse fantasma de acréscimo da conta de luz”, pondera.

Mas o que são energias renováveis afinal?

Energias renováveis são aquelas diretamente regeneradas ou reabastecidas pela natureza, nos seus processos normais, tendo, a maioria delas, a grande vantagem de provocar reduzidos impactos ambientais. Elas apresentam-se como alternativas sustentáveis ao uso de fontes tradicionais como gás natural, centrais hídricas, carvão mineral e petróleo.

“As oportunidades de mercado estão cada vez mais crescentes e o mercado continuará a abrir-se para a produção de energia limpa e sustentável. Imagina que se consegue economizar 95% do valor pago utilizando os sistemas solares nas residências, empresas e no campo”, explica Alcione.

“Ao instalar um sistema solar, o medidor de energia elétrica é trocado por um medidor bidirecional, que registra a quantidade de energia que foi injetada na rede da concessionária (produção solar) e a quantidade de energia consumida. Esta compensação consta na fatura de energia elétrica e pode ser abatida da conta nos meses seguintes, caso a produção seja maior que o consumo”, elucida o CEO.

Os consumidores que utilizam os sistemas da Renovigi conseguem acompanhar, em tempo real, a geração de energia do seu sistema, por meio de um aplicativo de monitoramento, que mostra o quanto cada painel está gerando em tempo real.

O que são as bandeiras

A bandeira verde indica “condições favoráveis de geração de energia” e a tarifa não sofre nenhum acréscimo. A bandeira amarela mostra “condições de geração menos favoráveis”, enquanto a vermelha mostra “condições mais custosas de geração” ou “ainda mais custosas”.

Fonte: Imprensa/Renovigi

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.