Seconci-SP abre mais 61 vagas de residência médica em 13 especialidades

Formação é realizada em hospitais de excelência administrados pela entidade

272

São Paulo, 1º de março de 2021 – O Seconci-SP (Serviço Social da Construção) abriu 61 novas vagas de residência médica em 13 especialidades, nos hospitais de excelência da rede pública estadual, administrados pela entidade. O Programa de Residência Médica do Seconci-SP existe desde 2008, no Hospital Estadual Vila Alpina, na especialidade de cirurgia geral. Em 2014, os Programas foram ampliados com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde, que contribuiu com a expansão do projeto para os demais hospitais.

Credenciados no Ministério da Educação, os Programas de Residência Médica dos hospitais sob gestão do Seconci-SP utilizam o processo seletivo realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Dra. Norma Araujo, superintendente do Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana), do Seconci-SP, e coordenadora corporativa dos programas, explica que, até o ano passado, esse processo era feito com a Fundação Carlos Chagas. Em 2021, o parceiro da Secretaria passou a ser a Fundação Vunesp, vinculada à Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Os candidatos podem escolher fazer a residência em um dos cinco hospitais sob gestão do Seconci-SP: Hospital Estadual Vila Alpina (Heva), Hospital Estadual de Sapopemba (Hesap), Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS), Hospital Regional de Cotia (HRC) e Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).

Dra. Norma destaca que, anualmente, essas Unidades mantêm cerca de 120 médicos em processo de formação. “Os programas têm duração de dois ou três anos, com exceção da neurocirurgia, disponível no CHS, que é de cinco anos. Como eles têm durações diferentes, formamos em média de 45 a 50 profissionais todos os anos. Para o Seconci-SP, que sempre pautou seu atendimento pela excelência e na assistência humanizada aos nossos pacientes, poder participar e contribuir com a formação de novos especialistas está na nossa missão”.

São 13 especialidades médicas: clínica médica, anestesiologia, cirurgia pediátrica, medicina intensiva pediátrica, neonatologia, pediatria, ginecologia e obstetrícia, neurocirurgia, ortopedia e traumatologia, pré-requisito em área cirúrgica básica, cirurgia geral, radiologia e diagnóstico por imagem, e urologia.

“Em função da pandemia do novo coronavírus, a escolha de vagas este ano está sendo realizada online. Para o Seconci-SP, isso ocorreu no período de 22 a 25 de fevereiro. Esse processo, normalmente, ocorre em fevereiro então, em 2020, foi anterior à decretação da pandemia. Quero ressaltar o empenho da equipe da Secretaria de Estado da Saúde, assim como da Comissão Estadual de Residência Médica (CEREM-SP), para garantir que isso acontecesse este ano, superando dificuldades e desafios. Há um esforço conjunto para nos adaptarmos e levar adiante programas tão cruciais para a formação de especialistas no país”, afirma dra. Norma.

Unidades de excelência

 Com exceção do CHS, as outras quatro unidades hospitalares, nas quais os residentes atuarão, apresentam selo de Acreditação, no nível 3, que é o de excelência, pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). O Hospital Estadual Vila Alpina também é acreditado pelo Canadian Council for Health Services Accreditation, na categoria Diamante.

O Hospital Geral de Itapecerica da Serra, por sua vez, é acreditado pela Joint Commission Internacional (JCI), desde 2012, quando se tornou o primeiro hospital geral público do país a obter esse reconhecimento. Já o Conjunto Hospitalar de Sorocaba, que passou a ser administrado pelo Seconci-SP em novembro de 2018, é a principal unidade pública de saúde da sua região e referência em procedimentos de média e alta complexidade, como oncologia, trauma e queimados.

Dra. Norma acrescenta que os médicos que realizarem a sua residência no Hospital Estadual Vila Alpina, Hospital Estadual de Sapopemba, Hospital Geral de Itapecerica da Serra ou no Hospital Regional de Cotia, serão orientados por especialistas com notório saber e terão acesso à plataforma digital UpToDate. “Esta biblioteca digital reúne referências de artigos, imagens e diversos textos, oferecendo subsídios para o atendimento ao paciente com base científica e nível internacional. Esta é mais uma prova do compromisso da direção do Seconci-SP em proporcionar uma formação de excelência”.

Outro dado relevante é que, atualmente, o CHS é também a unidade onde cerca de 220 médicos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) fazem o estágio prático da residência médica.

As novas vagas e especialidades abertas neste ano em cada uma das unidades hospitalares podem ser verificadas por meio dos links:  https://www.vunesp.com.br/SESA2009 e

http://www.seconci-sp.org.br//midia/132588165965168558.pdf

Fonte: Seconci-SP

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.