“Se eu fosse presidente hoje desse país, eu aumentaria a base monetária desse país, pegaria uns R$500 bilhões e investiria só em obras e infraestrutura”, diz o ex-presidente Lula durante entrevista.

Ontem(24), o ex-presidente Lula concedeu uma entrevista ao canal TV Brasil 247, Austrália, Índia, China, EUA, Alemanha, França, Reino Unido são alguns dos países que já decidiram investir bilhões em obras e infraestrutura para atenuar o momento de crise mundial, acelerada pelo COVID-19.

299

O ex presidente Luís Inácio Lula da Silva falou ontem (24) para o canal TV Brasil 247 sobre o atual momento que o Brasil vive. Lula, criticou ferozmente a política de cortes que do atual governo, o cenário politico para 2022 e lógico, do sufoco sanitário e econômico que milhões de brasileiros estão passando nestes últimos anos após o Golpe contra Dilma Roussef.

Apesar do Lula ter abordado vários assuntos importantes, focamos somente no setor de infraestrutura e de consumo. O ex-presidente foi bastante enfático neste ponto, o da retomada do crescimento do Brasil. Neste momento de pandemia e desemprego alto, pensar em cortes não é o caminho:  “Só temos Auxílio Emergencial porque, não temos empregos e a economia não cresce”, disse o líder político.

Lula. Foto: JCC

O BNDES e a Petrobras entre outras empresas estatais que já tiveram papéis importante no crescimento do país. Foram arroladas na Operação Lava Jato que destruiu toda uma cadeia produtiva local em desenvolvimento: construção civil, construção naval, indústria de óleo e gás entre outros setores agregados.  O Resultado de um país parado desde 2014 até os dias de hoje. Ou  seja: sem projeto e sem rumo.

” Se eu fosse presidente hoje, eu aumentaria a base monetária, pegaria uns R$ 500 bilhões e investiria em obras e infraestrutura. Só em obras e Infraestrutura. Eu iria criar ativos produtivos Eu iria criar empregos e depois, a outra parte nós iriamos cuidar da vacina, da pandemia, do Salário Emergencial é, só depois cuidaríamos da parte fiscal” , disse Lula, se referindo ao momento de guerra no qual estamos passando.  

De acordo com os veículos de imprensa, o Brasil já acumula 250 mil mortos pelo COVID-19. O plano de vacinação até agora só atingiu 3 milhões de brasileiros, de um total de 210 milhões de cidadãos.

Link da entrevista de Lula no 247

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.