Schneider Electric desenvolve projeto de empreendedorismo feminino no sertão da Bahia

184

Iniciativa capacita mulheres em Eletricidade Básica, Sistemas Fotovoltaicos e Empreendedorismo

São Paulo, 04 de julho de 2016 – Empoderamento feminino a partir da combinação entre formação humana, capacitação técnica e incentivo ao empreendedorismo. Esse é o propósito do projeto pioneiro desenvolvido pela Schneider Electric, especialista global em gestão de energia e automação, na Bacia do Jacuípe, no sertão baiano, em parceria com a ONG Rede de Desenvolvimento Humano – REDEH e a Cooperativa Ser do Sertão.

BAHIA Formatura_todos segurando certificado
Formatura, todos alunos receberam seus certificados de conclusão do curso. Créditos: Schneider Eletric

Durante três meses, 18 mulheres e 17 homens da região tiveram aulas de liderança humana – em que discutiram temas como gênero, política e cooperativismo – e receberam capacitação técnica de 140 horas em eletricidade básica e sistemas fotovoltaicos. As duas últimas semanas de curso foram dedicadas a um assunto ainda novo para a maioria: empreendedorismo. Os participantes aprenderam a montar um Plano de Negócio e, logo de início, já encararam um importante desafio: quatro alunas se voluntariaram para apresentar suas ideias a investidores locais no dia da formatura da turma. Também como incentivo para ingressarem na área elétrica, dois alunos receberam um “Kit Empreendedor” composto por ferramentas específicas e produtos Schneider Electric.

O projeto ‘Formação Integral em Liderança Humana, Eletricidade Básica e Sistemas Fotovoltaicos’ faz parte do Programa de Acesso à Energia da Schneider. A iniciativa existe há um ano no Brasil e busca promover o desenvolvimento sustentável de cadeias agroextrativistas do Norte e Nordeste do país, por meio do acesso à energia limpa e confiável, da capacitação técnica e do fomento ao empreendedorismo.

Aulas II (6)
O projeto ‘Formação Integral em Liderança Humana, Eletricidade Básica e Sistemas Fotovoltaicos’, faz parte do Programa de Acesso à Energia da Schneider. Créditos: Schneider Eletric

Para Jeane Araújo, do município de Serrolândia, o curso é mais uma conquista para as mulheres. “Uma mulher eletricista vai ser um espanto para algumas pessoas, mas com o passar do tempo elas vão se acostumar, porque as mulheres estão conquistando cada vez mais espaço”, afirma. Jeane é uma das alunas que recebeu o Kit Empreendedor e vai começar a atuar como eletricista em sua cidade, que hoje conta apenas com um profissional da área. “As aulas de empreendedorismo me deram uma visão melhor do que é ter um negócio próprio e agora eu me sinto muito mais segura para iniciar minha jornada como empreendedora”, conclui.

Rony Gleidson, aluno da cidade de Pintadas, considera o curso uma inovação para a região e afirma que a iniciativa trouxe um novo olhar para os homens que participaram. “As mulheres nos ensinaram a ser mais pacientes e a ter mais cuidado. Elas são muito cuidadosas no que fazem e isso motivou a gente a fazer melhor as coisas”, diz o aluno, que já atua como eletricista há 16 anos.

O projeto também ajudou a quebrar preconceitos e a mudar a cabeça de alguns alunos em relação ao papel da mulher na sociedade. “O curso tirou alguns pensamentos machistas de dentro de nós. As aulas de gênero me mostraram que eu era uma dessas pessoas que não acreditava que as mulheres eram capazes de fazer as mesmas coisas que os homens. Hoje eu sei que elas são”, relata Renival Rios, também de Pintadas, cidade que sediou o curso e possui cerca de 10 mil habitantes.

A formação técnica e humana foi apenas a primeira etapa do projeto.  Esse grupo de alunos, agora, tem um novo desafio: instalar, manter e acompanhar o primeiro piloto da tecnologia Água do Sol no Brasil – sistema solar de bombeamento de água da Schneider, que vai ajudar agricultores locais a garantir água para a irrigação. Hoje, a economia da região é baseada na agricultura familiar e na criação de gado.

O desempenho do projeto piloto será acompanhado de perto pela empresa, que continuará trabalhando na região para fortalecer as cadeias produtivas locais. “Nosso objetivo é identificar investidores para viabilizar projetos que impulsionem o desenvolvimento sustentável da região, sempre levando capacitação técnica, ofertas solares off grid e incentivando o empreendedorismo”, afirma Fabiana Galvão, líder do Programa de Acesso à Energia da Schneider no Brasil.

Mais informações acesse: www.schneider-electric.com.br

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.