Saneamento: prefeitura de Macaé conclui construção de duas elevatórias

263

Por Maria Izabel Monteiro

Com as obras do primeiro módulo e das redes em conclusão, a prefeitura conclui também a construção das duas principais elevatórias que vão atender demanda do escoamento do esgoto da ETE Centro.

As obras acontecem em atendimento às diretrizes da Parceria Público Privada (PPP) para realização das ações direcionadas ao esgotamento sanitário de Macaé. As duas grandes elevatórias, as maiores do município, são construídas nas proximidades da Linha Verde, onde é instalado o primeiro módulo da estação. Os trabalhos são de responsabilidade da Odebrecht Ambiental.

A elevatória principal fica no Bairro da Glória, na Rua Professora Jacira Tavares Durval, esquina com a Rua João Batista da Silva Lessa. A capacidade de bombeamento é de 514 litros por segundo.

Obras ETE - Estação de Tratamento de Esgoto - Macaé(RJ) - Data: 18/11/2015 - Fotógrafo: Maurício Porão/Prefeitura de Macaé(RJ).
Obras ETE – Estação de Tratamento de Esgoto – Macaé(RJ) – Data: 18/11/2015 – Fotógrafo: Maurício Porão/Prefeitura de Macaé(RJ).

Ela vai enviar o esgoto das redes de captação do Bairro da Glória, parte do Novo Cavaleiros e do São Marcos. Futuramente, com a construção dos outros módulos da ETE Centro, vai abranger o esgoto captado na Praia Campista, Cavaleiros e Riviera Fluminense. Está em andamento a fase de escavação e foi iniciada a concretagem dos reservatórios.

A outra elevatória está sendo construída na área do estacionamento da Cidade Universitária/Funemac, com 63% de obras concluídas e capacidade de captar 500 litros por segundo, bombeando o esgoto também para a ETE Centro. Outras elevatórias ainda serão construídas para atender a ETE Centro. A previsão para a conclusão das duas elevatórias é ainda neste mês de novembro. 

As estações elevatórias (EEE) são unidades fundamentais para bombear a água e os resíduos de esgoto que funcionam como uma espécie de filtro. Geralmente, estão equipadas com dispositivos de pré-tratamento como grades, barras ou cestos. As EEE são necessárias nos pontos mais baixos de uma bacia ou nas proximidades de rios, córregos e represas.

Fonte: Ascom/Macaé-RJ

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.