Projeto do Semasa de eficiência energética ganha financiamento da AES Eletropaulo

0 153

Autarquia andreense foi a única empresa do setor de saneamento no Estado a ter o projeto aprovado no chamamento da companhia de energia

AES Eletropaulo financiará projeto do Semasa. Créditos: Divulgação

Santo André, 01, setembro 2017 – O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) foi contemplado em um chamamento público promovido pela AES Eletropaulo para apresentação de projetos de eficiência energética. A proposta da autarquia andreense, única empresa do segmento de saneamento em todo o Estado de São Paulo a ser selecionada no edital, dentre elas a Sabesp e outras companhias públicas e privadas de diversas cidades, visa modernizar o sistema de bombeamento que serve a ETA (Estação de Tratamento de Água) do Guarará, desde a captação até a distribuição para os reservatórios.

O investimento, disponibilizado pela companhia energética a fundo perdido, será de R$ 2 milhões e vai contemplar a troca dos conjuntos moto-bomba e painéis de operação das estações elevatórias de água bruta do Pedroso, de água tratada dos reservatórios Vila Vitória, Progresso/Vila Suíça e da própria ETA Guarará. Estes equipamentos são responsáveis pelo abastecimento de cerca de 15% da população da cidade, por meio da produção de água própria do Semasa, desde o ponto de captação até a distribuição para os reservatórios que servem o sistema.

Com a modernização dos equipamentos será possível ao Semasa reduzir sensivelmente os gastos com energia elétrica. A expectativa da autarquia é uma economia de pelo menos 24% em kWh/mês. As atuais bombas datam da década de 1960 e são equipamentos muito antigos, com baixa eficiência, gerando assim um alto consumo em energia. Após a troca, os equipamentos serão desmontados e as peças serão doadas para as cooperativas de reciclagem que atuam em parceria com o Semasa.

O chamamento da Eletropaulo ocorre anualmente e visa selecionar projetos que foquem em eficiência energética nos diversos setores. Podem participar residências, comércios, órgãos públicos, universidades, entre outros. A ação é regulamentada pelo Programa de Eficiência Energética da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), reguladora do sistema. Neste último edital, foram escolhidos 14 projetos.

O próximo passo será a assinatura do contrato junto à Eletropaulo para que seja iniciado o processo de licitação para realização dos serviços. A previsão é que os sistemas contemplados sejam finalizados e já estejam operando com as novas bombas até o fim do ano que vem. Todo o processo será acompanhado pela companhia de eletricidade.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.