Prefeitura monitora nova desova de tartaruga marinha em Jaconé

210

Meio Ambiente

tartaruga-ii

Outubro, 2016 – Pela segunda vez, a cidade de Maricá recebeu em sua orla uma desova de tartaruga marinha (espécie ainda não identificada) – a primeira aconteceu em dezembro de 2015 na Praia de Zacarias. Na ocasião, dos 57 ovos da espécie cabeçuda (Caretta caretta) que haviam sido depositados, nasceram 20 filhotes. Agora a desova foi na Praia de Jaconé e a descoberta foi nesta quinta-feira (27/10). Como na anterior, a Prefeitura de Maricá, através da Secretaria Municipal Adjunta de Meio Ambiente, em conjunto com pesquisadores dos projetos federais Aruanã (UFF) e Tamar (Ministério do Ambiente) iniciaram o monitoramento do ninho. “Colocamos tela de proteção e sinalizamos a área assim que soubemos da desova. Agora é acompanhamento diário, e esperar a identificação da espécie”, afirmou o secretario adjunto de Meio Ambiente, Guilherme Mota.

A coordenadora técnica e cientifica do Projeto Aruanã, Suzana Guimaraes, que irá monitorar o ninho, pediu ainda a colaboração de toda população para que respeite a área delimitada e que acompanhe todo o processo até o nascimento dos filhotes. “O que se deve fazer de imediato é promover ações para proteção desses ninhos e aplicar ações educacionais para que as pessoas conheçam e entendam todo esse processo novo para o município”, afirmou.

O Projeto Aruanã é responsável pelo monitoramento de tartarugas marinhas na Baía de Guanabara e adjacências, e em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente de Maricá e o CTA – Serviços em Meio Ambiente, realiza regularmente o monitoramento de praias na região de Jaconé.

Fonte: Ascom/Prefeitura de Maricá-RJ

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.