Pintura airless não se limita a grandes áreas

0 81

Pintor paulista utiliza a SM-10 Plus, da Cetec, para cobrir uma média mensal de 2 mil m²

Setembro, 2017 – Na ativa há 18 anos, o paulista Juliano Alcântara tem o perfil da maioria dos pintores brasileiros: microempreendedor autônomo e gestor de uma pequena equipe, que o ajuda conforme as dimensões do serviço. Sua média de área pintada tem sido de 2.000 m²/mês, basicamente de residências. À primeira vista, portanto, pode parecer que os equipamentos airless não fazem parte das suas ferramentas de trabalho. Mas não é o que acontece.

AIERLESS
Juliano Alcântara: valeu a pena o investimento na SM-10 Plus

“Utilizo o airless quase todo dia. Conheci essa tecnologia há uns três anos e, desde o início de 2017, tenho trabalhado com um modelo SM-10 Plus fornecido pela Cetec. Nesse período, já pintei até telhado”, ele conta.

Entre os porquês de usar a SM-10 Plus, Alcântara aponta para a melhora do acabamento, economia de tinta e, o principal, rapidez do serviço. “O pintor não deve abandonar o rolo e o pincel. Mas ter uma máquina airless ajuda a atender os clientes que têm pouco tempo para esperar. É um investimento que vale a pena”.

Alcântara já havia trabalhado com duas marcas importadas antes da SM-10 Plus. “Em termos de produtividade, a máquina da Cetec não deixa nada a desejar em comparação com as outras. E é um equipamento muito fácil de utilizar, mesmo para os iniciantes na pintura airless”, comenta.

A SM-10 Plus possibilita a pintura de 1.000 m²/dia, contra 200 m²/dia quando o trabalho é feito manualmente – substitui até cinco pintores. “É a porta de entrada para os profissionais que buscam a automatização da pintura. Confere todos os tradicionais benefícios dos equipamentos airless, como organização, rendimento, facilidade de manuseio e rapidez. No entanto, por se tratar de um projeto nacional, tem custos mais acessíveis de compra e manutenção”, afirma Eduardo Cernic, diretor da Cetec.

Com motorização de 900 W e pressão máxima de operação de 3.000 PSI, a SM-10 Plus opera a um ritmo de 1,8 l/min, pesa apenas 14,5 kg e custa R$ 5.900,00. “É uma máquina bastante portátil, de excelente cadência produtiva e ótimo custo-benefício”.

Fundada em 1993 e única empresa do seu segmento a contar com o certificado de qualidade ISO 9001, a Cetec já forneceu mais de 20 mil máquinas para cerca de 10 mil clientes em toda a América do Sul.

Para mais informações, acesse www.cetecindustrial.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.