Os bastidores da iluminação das arenas multiuso dos Jogos Rio 2016

309

Rio 2016 

Agosto, 2016 – A GE forneceu para os Jogos Olímpicos Rio 2016 aproximadamente 200 mil pontos de luz que estão iluminando mais de 4.3 milhões de metros quadrados em mais de 80 locais ligados aos Jogos, incluindo quase metade de todas as arenas de competição, como a Arena de Tênis, o Velódromo, as arenas Cariocas 1,2,3 e a lagoa Rodrigo de Freitas. A área iluminada é equivalente a 1.068 campos de futebol ou 1.954 lagoas Rodrigo de Freitas ou 3 Parques Olímpicos.

04_Velódromo_Parque-Olímpico_Ricardo-Cassiano_Prefeitura-do-Rio-1
Velódromo Parque Olímpico. Ricardo Cassiano – Prefeitura do Rio

Para oferecer as melhores soluções luminotécnicas para cada área, a GE desenvolveu estudos personalizados para garantir que a iluminação não atrapalhe o desempenho dos atletas e, ainda, assegure a melhor qualidade para as transmissões televisivas. Mas o maior desafio foi realizar a iluminação de arenas que receberão mais de um esporte durante os Jogos. Um exemplo é a arena Cariocas 2, que recebe as competições de judô até 12 de agosto e terá a partir do dia 14 os atletas da luta olímpica. Ou seja, um curto espaço de tempo para trocar completamente a iluminação do local.

A principal diferencia que influencia na iluminação é que cada modalidade possui áreas de jogo distintas. No Judô são duas áreas de competição de 16x16m, totalizando 32x16m. Já a luta olímpica são três áreas de 12x12m, um total de 36x12m. Pensando nisso, a GE conversou com a OBS (Olympic Broadcasting Services) e com as Federações dos esportes envolvidos para entender os requisitos de iluminação de cada modalidade e para as transmissões de TV.

Uma das exigências era que apenas os tatames de competição fossem iluminados. Com a diferença de tamanho da área em cada esporte, a companhia teve que realizar um planejamento e já deixar algumas configurações de iluminação prontas para que durante os Jogos apenas pequenos ajustes fossem necessários.

Assim, as lâmpadas acesas durante as competições de Judô foram configuradas, direcionadas e ajustadas para esse esporte. Com o término deste evento, a equipe da GE realizará ajustes de focalização e intensidade de luz, por exemplo, em parte dessas lâmpadas, já que um outro conjunto de lâmpadas pré configuradas, que estavam apagadas durante o Judô, serão acesas para atender os requisitos desse esporte.

Tal planejamento foi essencial para dar agilidade na preparação da arena entre as competições de um esporte e outro, já que não haveria tempo hábil para instalar novas lâmpadas ou fazer os ajustes em todas elas. Além disso, todas as soluções implantadas contam com níveis elevados de reprodução de cor e luminosidade, melhorando a percepção visual tanto para os atletas como para as filmagens para a TV.

Outras arenas de competição

O Maracanã, palco das cerimônias de abertura e encerramento e de jogos de futebol, também teve sua iluminação de campo GE ajustada para os requisitos de transmissão dos Jogos Olímpicos, que terá uma distribuição de câmeras distintas de outras grandes competições.

A principal mudança é a tecnologia Flickr Free (em tradução livre, sem piscar). Como as transmissões de televisão serão em alta resolução, se fez necessário ter equipamentos que permitissem excelente qualidade de imagem em câmera lenta. As câmeras das redes de televisão filmam 15 imagens diferentes por segundo, sendo que, se colocarmos em câmera lenta, esse número passa para 800 quadros (vezes) por segundo. Como a frequência da lâmpada tradicional é de 60 hz (60 vezes por segundo), pelo menos um em cada dez quadros não estariam com a lâmpada acesa e a imagem apareceria piscando na tela da televisão ou do computador.  Com isso, a tecnologia Flickr Free garantirá a qualidade das transmissões dos Jogos, que são considerados os mais avançadas até agora.

Fonte: Assessoria de Imprensa GE 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.