Obras do Tramo III do Metrô de Salvador-Lauro de Freitas avançam com o uso do método inovador

Os chamados "balanços sucessivos" permitem a construção do viaduto sem nenhum pilar de sustentação, como se a estrutura flutuasse no ar

278

No dia do aniversário de 473 anos da capital baiana, o governador Rui Costa visitou as obras de implantação do Tramo III do sistema metroviário de Salvador-Lauro de Freitas, ligando Pirajá a Águas Claras/Cajazeiras.

O projeto do Governo do Estado faz parte da expansão do metrô de Salvador e é executado pelo Consórcio Metrô Tramo III, formado pelas empresas Camargo Corrêa Infra, EPC e TSEA.

Na região metropolitana, com cerca de quatro milhões de habitantes, o metrô é responsável pelo deslocamento diário de aproximadamente 300 mil usuários. Quando entrar em operação, o novo trecho vai acrescentar mais 50 mil passageiros ao fluxo diário. Duas novas estações serão implantadas ao longo dos novos cinco quilômetros de trilhos, melhorando a mobilidade e a qualidade de vida da população, além de contribuir para o desenvolvimento econômico da cidade.

Inovação

Para não interromper o tráfego e avançar com as obras em segurança foi adotado um sistema inovador de construção, os chamados “balanços sucessivos”. Este método consiste na concretagem “in loco” de pontes e viadutos, sem o uso de pilares de sustentação, como se a estrutura flutuasse no ar.

Para viabilizar o projeto, foram construídas no local usinas para fabricação das treliças e placas de concreto utilizadas na obra. O empreendimento utiliza ainda um enorme guindaste de 54 metros que também chama a atenção de quem passa pelo local. “O sistema de balanços sucessivos parte de estudos com foco em inovação e tecnologia para garantir a execução da obra de forma segura e de acordo com as necessidades técnicas do projeto. Assim, conseguimos avançar sem impactar o entorno da obra, principalmente a rodovia”, afirma o gerente da Camargo Corrêa Infra responsável pela obra, Juan Guedes.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.