OBRAS DE CONTENÇÃO DO SESMARIA GARANTIRAM SEGURANÇA DOS MORADORES

252

Defesa Civil apresentou relatório com medições realizadas

Relatório apresentado pela Defesa Civil de Resende mostra que as obras de contenção realizadas pela Prefeitura no rio Sesmarias garantiram a segurança dos moradores nas últimas chuvas. A medição registrou um volume de chuva em novembro deste ano de 200 milímetros por metro quadrado, 10% maior do que a quantidade de chuva (180 milímetros por metro quadrado) verificada em novembro de 2010, data da primeira enchente. Em alguns pontos, o nível ficou de 2,5 a 2,8 metros acima do nível normal. Na última enchente do rio, o nível chegou a três metros.

Vistoria Defesa Civil - PMR
Vistoria Defesa Civil. Foto:PMR

– Mesmo com um volume de chuva maior, o escoamento aconteceu tranquilamente, sem enchentes. O muro construído segurou o rio. Caso contrário, as casas mais próximas seriam atingidas – avaliou o coordenador da Defesa Civil de Resende, Atanagildo de Oliveira.

Aliado à construção do muro de contenção, a AMAR (Agência do Meio Ambiente de Resende) realizou uma limpeza no Rio Sesmaria. O serviço teve início na foz do rio junto ao rio Paraíba, próximo ao INSS, no Centro, e seguiu até o bairro Jardim Brasília, consistindo em capina das margens, retirada de vegetação dentro do rio, além de lixo e outros detritos e objetos que possam impedir o escoamento da água.

Segundo o presidente da AMAR, Wilson Moura, a limpeza do Sesmaria fez parte de um programa da Agência de limpeza de afluentes. Além do Sesmaria, o Rio Alambari também está recebendo o serviço, e o Córrego Cruz das Almas, no bairro Surubi, já passou pela limpeza.

– O objetivo dessa ação é prevenir enchentes com a melhora do escoamento da água, uma vez que esses três afluentes do rio Paraíba cortam regiões com grande volume de residências em Resende. Outro objetivo é combater os vetores, principalmente o mosquito da dengue, Aedes aegypti, tendo em vista a chegada do verão, e o mau cheiro, que incomoda os moradores – explicou Wilson Moura.

De acordo com o presidente da AMAR, o trabalho é feito manualmente por funcionários que percorrem os rios em canoas. Ele destaca que a Prefeitura já solicitou ao Governo do Estado uma limpeza mais específica, com desassoreamento do Sesmaria com o uso de máquina, já autorizado pelo Serviço de Patrimônio da União (SPU).

– Nós fizemos o pedido ao Estado e eles nos informaram que se houvesse autorização do SPU poderiam realizar. O órgão federal já nos deu sinal positivo. Agora é só esperar a liberação do governo estadual. Também estamos pedindo ao Estado autorização para a retirada de areia do Canal da Alegria na saída para o Paraíba – salientou.

Fonte: ASCOM/Prefeitura de Resende-RJ

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.