Nordeste nas Alturas II

0 263

 

O Nordeste nas Alturas é uma promoção da ABECE que visa levar às capitais da região a discussão sobre as necessidades e os cuidados para a elaboração de projetos seguros em consonância com as normas brasileiras. Com apresentações de grandes especialistas convidados de várias regiões do país, o Nordeste nas Alturas II transcorreu em Fortaleza nos dias 28 e 29 de abril, com êxito absoluto!

Com a presença de mais de 180 participantes, entre profissionais, professores e estudantes, a palestra de abertura versou sobre a Proposta do Aumento do Gabarito Vertical para os prédios de Fortaleza, onde a secretária de urbanismo e meio ambiente da Prefeitura Municipal de Fortaleza, arq. Águeda Muniz, apresentou o panorama atual, os entraves e a proposta de alteração. Seguiu-se um rico debate com a participação do Eng. André Montenegro (presidente do SINDUSCON-CE) e do arq. Francisco Hissa (representante da ASBEA – Assoc. Brasileira dos Escritórios de Arquitetura). Essa Proposta da prefeitura expande a área de abrangência vigente, aumentando o gabarito vertical para até 95 m. A ideia é aprovar essa proposta até que seja concluída revisão do Código de Postura da cidade de Fortaleza.

Outro grande tema abordado e discutido no evento foi à interação entre o projetista de fundações e o projetista estrutural, através da apresentação “Soluções Atuais para Fundações em Edifícios Altos”, proferida pelo eng. Alexandre Gusmão. O debate acalorado foi enriquecido com as participações do Prof. Alfran Sampaio Moura, Eng. Luciano Scipião e Eng. José de Ribamar Pinheiro.

Após expor os principais tipos de fundações usados no Nordeste, o Eng. Gusmão apresentou interessante método de avaliar o custo das fundações antes de conhecer as cargas de projeto em cada pilar. Outros temas de relevância foram: a necessidade de uniformizar as informações das cargas nas fundações a serem passadas pelo projetista estrutural para projetista das fundações e aspectos relacionados à execução de estacas do tipo hélice-contínua e raiz.

Encerrando a manhã do primeiro dia, o Eng. Ricardo França abordando sobre “Importantes Tópicos para Projeto de Edifícios Altos”, brindou a todos com sua vasta experiência nos projetos de edifícios altos. Grande ênfase foi dada aos sistemas estruturais, o estado do conhecimento atual, importância do refinamento na obtenção das ações de vento, conforto aos usuários, etc.

Não podia faltar a discussão sobre a “Análise de Resposta Dinâmica e Efeitos Induzidos pelo Vento”, cujo tema foi aprofundado no dia anterior através de curso ministrado pelo Eng. Sérgio Stolovas. Na oportunidade eng. Stolovas apresentou o Método Brasileiro de Integração em Alta Frequência ( HFPI  Brazilian Approach).

Ainda na tarde do primeiro dia, o Eng. Luiz Aurélio Fortes da Silva apresentou “Casos de Estruturas Submetidas a Grandes Empuxos e Subpressões”. O Eng. Aurélio mostrou vários exemplos de casos reais, algumas patologias decorrentes de falhas na concepção do modelo estrutural, reforçando a necessidade de considerar os efeitos dos empuxos sempre. Quanto aos efeitos da subpressão falou dos cuidados na modelagem e no detalhamento da estrutura.

Em seguida, o Eng. Raimundo Calixto de Melo Neto, apresentou “Grandes Estruturas Metálicas e de Vidro”. Como um verdadeiro “mago”, o Eng. Calixto impressionou a todos, dominando a plateia à medida que apresentava seus audaciosos projetos de estruturas metálicas e vidro. Verdadeiras obras de arte, de muita criatividade e engenhosos detalhes de ligações.

Finalizando o primeiro dia, tivemos uma importante comemoração alusiva aos 60 anos de criação do curso de Engenharia Civil da Universidade Federal do Ceará-UFC. Como destaque, o Eng. Joaquim Mota apresentou um vídeo antológico com uma entrevista do famoso engenheiro cearense Aderson Moreira da Rocha. O saudoso prof. Aderson deu uma “aula” sobre o ensino de engenharia. Em seguida, foram prestadas homenagens ao já falecido Dep. Walter Bezerra de Sá, pela autoria do decreto de criação do curso, ao querido prof. Dr. Hugo de Alcântara Mota, presente a todo o evento, como professor da 1ª. Turma do curso de Engenharia Civil e ao ex-aluno da 1ª. Turma, Eng. César Aziz Ary, também presente à solenidade.

Um fausto coquetel seguiu-se às homenagens, com grande confraternização entre os presentes.

Com uma programação intensa, no segundo dia, o Eng. João Alberto Vendramini expôs os “Importantes Itens de Projeto Introduzidos Pelas Normas de Incêndio e de Desempenho”, ressaltando que os engenheiros projetistas estruturais precisam se unir cada vez mais para que a evolução do conhecimento seja cada vez maior. Ponderou ser um equívoco tentar resolver os problemas de acústica usando a estrutura de concreto, devendo-se usar as mantas acústicas para tal fim. Chamou a atenção para a correta adoção de cobrimentos com vista à resistência ao fogo e citou diversas exigências normativas com relação ao TRRF e espessuras dos elementos estruturais.

O Eng. Luiz Aurélio Fortes da Silva apresentou “As Recomendações para a atividade de avaliação técnica de projetos de estruturas de concreto e as reais colaborações da avaliação técnica de projeto para edifícios altos”.

Com absoluto domínio do tema, o Adv. Carlos Del Mar nos transmitiu uma visão ampla sobre “As Responsabilidades do Engenheiro de Estruturas perante a Norma de Desempenho”. Na oportunidade o advogado esclareceu questões relacionadas aos tipos de obrigações, o motivo das normas terem força de lei, os prazos de garantia, etc.

As duas apresentações seguintes abordaram temas com crescente aplicação em todo país, notadamente na região Nordeste: estruturas pré-moldadas e protendidas. Para falar sobre “Aplicações do Concreto Pré-moldado”, tivemos a apresentação do Eng. Joaquim Mota, renomado projetista especialista em estruturas pré-fabricadas. Nos debates contamos com a presença de dois outros especialistas da área, o Eng. Sérgio Osório e o Eng. Haroldo Gadelha.

Já com o tema “Aplicações da Protensão”, o Eng. Marcelo Silveira, apresentou sua experiência de mais de 20 anos com projeto de estruturas protendidas. Os engenheiros Giordano Loureiro, Joaquim Mota e José Sérgio Santos participaram como debatedores.

A apresentação do tema sobre a “Qualidade do Ensino de Estruturas no País”, apresentada pelo do Prof. Bruno Bertoncini com participação nas discussões dos professores Augusto Albuquerque (UFC), Magnólia Mota (UFC) e Ricardo Leopoldo e Silva França (USP), pode-se discutir a qualidade do ensino de estruturas no país, assim como o programa de pós-graduação em Engenharia Civil da UFC apresentado pelo prof.  Antônio Macário Cartaxo de Melo. Fruto da parceria com a UFC para realização do evento, resultou no grande diferencial dessa edição para as anteriores:

– Aproximação e interação da ABECE / Profissionais/ Universidades / estudantes, enfatizado a importância da participação dos estudantes na ABECE.

Para fechar a edição, não faltou emoção na homenagem prestada à família do nosso grande amigo Dácio Carvalho que nos deixou repentinamente. Seu legado e suas obras perdurarão por muitos e muitos anos, assim como seu exemplo de profissionalismo e de pessoa.

Com palestras apresentando elevado conteúdo técnico, com intensa troca de informações e salutar convívio dos participantes, além das merecidas homenagens prestadas, o evento Nordeste nas Alturas II encerrou essa edição de forma brilhante e vitoriosa.

Deixamos aqui nosso agradecimento especial aos participantes, de modo especial aos que vieram de outras cidades e aos estudantes, à Regional Fortaleza e todo o comitê formado para organização do evento, as entidades FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará), Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial), Sinduscon-CE (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará), UFC (Universidade Federal do Ceará), e as empresas T&A e Impacto Protensão que  foram primordiais para a realização dessa ação.

Eventuais propostas de ações futuras originadas durante o evento:

– Curso para formandos e jovens engenheiros sobre a elaboração de projetos de edifícios altos.

– Aproximação com o Sinduscon-CE para discussões junto ao Dr. Carlos Del Mar sobre a vida útil de projeto e obra, com relação a como atestar o atendimento a vida útil antes dos prazos atualmente convencionados.

– Publicação do livro do prof. Sérgio dos Santos sobre “Leitura de projetos estruturais”.

Augusto G. Pedreira de Freitas -Presidente da ABECE – Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.