MPT: Parceria amplia fiscalização no setor pesqueiro

250

MPT e Controladoria-Geral da União (CGU) assinaram acordo de cooperação técnica que combate irregularidades na concessão do seguro defeso

 Um acordo de cooperação técnica firmado entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Controladoria-Geral da União (CGU) irá intensificar o combate a fraudes na concessão de seguro defeso aos pescadores artesanais. O documento, assinado na quarta-feira (17), também visa o intercâmbio de ações para o aperfeiçoamento de políticas públicas no setor pesqueiro.

O procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, ressaltou a importância da parceria lembrando sua atuação à frente da Coordenadoria Nacional de Trabalho Portuário e Aquaviário (Conatpa), quando uma fiscalização no Ceará resultou na redução significativa da concessão ilegal do benefício. “Nós já estivemos em embarcação onde a tripulação oficial era de quatro pescadores. Em um ano, foram registrados 65 trabalhadores desse mesmo barco como beneficiários. É importante aumentar o espectro desse trabalho para que consigamos evitar que isso aconteça”, afirmou.
 
Segundo o ministro-chefe da CGU, Carlos Higino Ribeiro de Alencar, o objetivo é aperfeiçoar políticas públicas voltadas ao setor pesqueiro para que os recursos públicos cheguem à população e sejam aplicados devidamente.
 
O acordo de cooperação técnica prevê a fiscalização preventiva e corretiva na concessão do benefício por meio da exigência de declarações firmadas pelos próprios interessados. Caso seja necessário, serão instaurados inquéritos civis para apuração dos casos. Além disso, o documento determina a responsabilização administrativa, civil, trabalhista e penal dos agentes envolvidos nas irregularidades.
 
A vigência do acordo é de 24 meses e poderá ser prorrogada por meio de termo aditivo.
Fonte: Assessoria de Imprensa Procuradoria Geral do Trabalho – PGT

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.