Mobilidade urbana: Consórcio liderado pela Passarelli finaliza as obras de ampliação e modernização do Fortaleza Airport

Concluída dentro do prazo estabelecido, as obras chegaram a mobilizar até 3.500 funcionários em algumas etapas

289
Agosto, 2020 – O Consórcio Aeroporto de Fortaleza – liderado pela Passarelli, uma das mais tradicionais empresas de engenharia e construção do País – concluiu, no dia 30 de julho, as obras de expansão e modernização do Fortaleza Airport, o aeroporto internacional de Fortaleza (CE).

Todas as intervenções de infraestrutura aeroportuária (Fase 1B e Fase Runway) foram concluídas com sucesso e, segundo a Fraport Brasil, a pista deve entrar em operação assim que as autoridades competentes finalizarem a instalação dos equipamentos de auxílio à navegação aérea, o que deve ocorrer em breve.

“Estamos muito orgulhosos de entregar as obras antes do prazo, e com excelente qualidade. Agradecemos ao nosso time altamente qualificado, ao consórcio construtor, composto por Passarelli e Método, e a todas as entidades e autoridades governamentais que nos deram total suporte para cumprir mais este desafio”, afirma Andreea Pal, CEO da Fraport Brasil.

Expandida em 210 metros, a pista agora possui comprimento total de 2.755 metros. Também foram feitas as obras da nova taxiway P, RESA 13 (área de segurança) e subestações 13 e 31 do aeroporto.
Fortaleza Airport – Praça de alimentação – Iluminação e sinalização
“Atuar nas obras do Fortaleza Airport permitiu à Passarelli colocar em prática nosso propósito, nossos valores e competências, assim como nos desafiou a aplicar técnicas complexas de Engenharia, com foco no prazo, na qualidade e na segurança. Desta forma, conseguimos transformar e modernizar o aeroporto para atender aos padrões internacionais de qualidade e serviços e entregar um empreendimento à altura das belezas naturais do Ceará”, afirma Romilson Souza, Superintendente de Operações da Passarelli, empresa líder do consórcio responsável pelas obras do aeroporto.

Histórico da obra

A primeira grande mudança para os passageiros foi a unificação das salas de embarque doméstico, com a criação de uma grande área de circulação, facilitando, assim, o embarque por uma única entrada.

Fortaleza Airport – Pátio – Foto aérea. Divulgação
Em maio de 2019, o acesso ao embarque internacional ganhou mais espaço, com aumento da área de controle de segurança e passaporte. Neste mesmo mês, um novo viaduto foi inaugurado para ligar a Avenida Senador Carlos Jereissati ao piso de desembarque.

Em junho de 2019, os passageiros do Fortaleza Airport ganharam mais espaço no embarque e desembarque internacional, além de novos sanitários, balcões de imigração mais modernos, nova esteira de bagagem – com tecnologia de padrão internacional – e novos elevadores. Também foi entregue uma nova área de check-in com 40 balcões de atendimento para voos domésticos e 20 posições para voos internacionais.

Fortaleza Airport – Novo check-in. Divulgação
Além disso, uma nova via foi implementada para possibilitar o acesso direto ao novo local de check-in (piso 1). Este novo acesso viário segregou o fluxo de veículos para quem chega (piso 1) ou sai do aeroporto (piso 2), garantindo maior conforto a todos.

As intervenções na área existente do Terminal incluíram a instalação de um novo local de desembarque doméstico, entregue em julho de 2019, além de um novo fluxo para passageiros de conexão doméstica e internacional.

No mês de outubro, parte da área de expansão da sala de embarque foi liberada, proporcionando mais conforto e espaço para os passageiros que aguardam o voo.

No final do ano, em novembro, o leitor automático de cartão de embarque, o BCBP (BAR CODED BOARDING PASS), entrou em operação. Foram instaladas oito máquinas antes do canal de inspeção do embarque doméstico e seis no acesso ao embarque internacional. No final de 2019, foi entregue uma passarela interna de 85 metros de extensão para levar os passageiros do check-in até a área de embarque; além da abertura de seis das oito novas pontes de embarque.

Durante as obras, a Passarelli adotou, com sucesso, processos de gestão inovadores, como o modelo de projetos em BIM (Building Information Modeling) em todas as suas dimensões, Lean Construction, racionalização e industrialização das estruturas e, em algumas etapas, contou com aproximadamente 3.500 funcionários trabalhando 24 horas por dia, em três turnos.

“Durante toda a obra, nos empenhamos em trabalhar com tecnologias de ponta para entregar o contrato no prazo determinado. Para isso, contamos com o esforço do nosso time especializado, alinhado às equipes da Fraport Brasil. Dessa maneira, conseguimos transformar e modernizar o aeroporto para atender aos padrões internacionais de qualidade e serviços”, conta Romilson Souza, Superintendente de Operações da Passarelli.

 

Fonte: Passarelli

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.