Mercado de condomínios logísticos é oportunidade para corretores de imóveis

225

Oportunidades

Agosto, 2016 – Uma pesquisa realizada pela Capital Realty constatou que ainda é pequeno o número de corretores de imóveis que trabalha com a locação de condomínios logísticos. Apenas 39% dos corretores entrevistados afirmou ter experiência com os condomínios, mesmo já trabalhando com imóveis comerciais.

LOGISTICA II (4)
Divulgação

A gestora de condomínios logísticos também constatou que, apesar de poucos trabalharem com condomínios logísticos, 70% tem mais de 10 anos de experiência com a venda e locação de imóveis comerciais.

Os dados mostram o potencial a ser explorado no setor pelos corretores de imóveis. Em empresas como a Capital Realty, uma das líderes do setor e que administra condomínios nos três estados do Sul, a captação de novos clientes é feita em parceria com corretores de imóveis. “Os corretores têm um papel importante nos novos negócios fechados pela empresa, já que apresentam os nossos imóveis aos clientes”, comenta Rodrigo Demeterco, presidente da empresa.

No Brasil, os condomínios logísticos tornaram-se um formato popular de negócio na década de 90. As vantagens do formato, como redução de custos, segurança, estrutura moderna e flexibilidade foram fatores que influenciaram o aumento no número de imóveis no país. São esperados que mais 2 milhões de metros quadrados sejam construídos nos próximos anos.

 

 

Do total de participantes, apenas 7% são mulheres, 67% informou ter mais de 51 anos e 90% trabalha há mais de dois anos com o mercado de imóveis residenciais.

A pesquisa foi realizada com os corretores de imóveis que participaram da campanha de relacionamento criada pela empresa em 2015 para aproximar os corretores desse mercado.

Sobre a Capital Realty
Uma das maiores e mais inovadora empresa de infraestrutura logística do Brasil, a Capital Realty é referência na construção e administração de condomínios logísticos industriais e empreendimentos sob medida. Empresa com mais de 17 anos de mercado e expertise em terceirização imobiliária, seus empreendimentos, que levam a bandeira Mega, são classificados como padrão A de infraestrutura logística/industrial e disponibilizam toda a estrutura e serviços necessários para os clientes que se instalam nos centros logísticos. Está presente nos três Estados da região Sul e em São Paulo, possuindo mais de 400 mil metros quadrados de área construída.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.