Joint venture composta pela Ceramfix e Grupo ARDEX promete mudar os rumos do mercado de construção civil nacional

138
Setembro, 2021 – A joint venture entre a brasileira Ceramfix (referência na produção de argamassas, rejuntes, produtos especiais e impermeabilizantes) e o grupo alemão ARDEX (fundado em 1949 e um dos maiores players mundiais do mercado da construção civil) entrega ao mercado nacional mais tecnologia, qualidade e agilidade logística na oferta de sistemas construtivos.

A união entre as duas empresas proporcionará ao mercado soluções de alta performance para as diversas etapas das obras e empreendimentos, além de um incremento em pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica. O foco é aprimorar a qualidade disponibilizada aos segmentos de varejo, engenharia e arquitetura, infraestrutura e indústria em geral.
Detentora do Prêmio Anamaco – promovido pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção e considerado o “Oscar da construção civil” -, a Ceramfix detém 8% do mercado nacional, sendo a terceira marca mais presente no mercado. Possui um faturamento anual médio de aproximadamente R﹩ 300 milhões e contabiliza cerca de 400 mil toneladas de produtos comercializados.

São seis fábricas próprias – em Gaspar (SC), Osório (RS), Alto Paraná (PR), Rio Claro (SP), Campo Grande (MS) e Abadiânia (GO) – e quatro unidades distribuidoras – em Chapecó (SC), Confins (MG), Serra (ES) e Ciudad Del Este (Paraguai) – com mais de 200 funcionários diretos e 150 representantes comerciais.

O Grupo ARDEX possui mais de 2,5 mil produtos no portfólio, cerca de 3,4 mil colaboradores distribuídos em vários países, uma receita anual estimada em aproximadamente 1 bilhão de euros, 44 instalações de produção e 55 subsidiárias.

Entre as grandes obras que levam a assinatura do Grupo ARDEX, estão o Dubai-Mall e o Burj Khalifa (em Dubai), de 186 andares, considerado o mais alto edifício do mundo e a Sydney Opera House (na Austrália), que utilizou 12 mil m² de produtos impermeabilizantes para resistir ao teste do tempo e umidade. Também o Centro Aquático de Londres (no Reino Unido), com 866 mil revestimentos assentados no espaço e os Jardins da Baía (em Singapura), com 940 mil m² de vegetação exuberante utilizando os sistemas de impermeabilização e adesivos da marca, para criar um paraíso de horticultura sustentável.

Divisor de águas

A joint venture consolida um momento único na história da Ceramfix, permitindo manter a essência original da empresa brasileira (como gestão, atendimento e o entendimento da dinâmica do mercado nacional), porém agregando o conhecimento e o potencial únicos de tecnologia e inovação do Grupo ARDEX.

Antonio Carlos Schmitt
“A Ceramfix buscava um parceiro de peso e tecnologia que tivesse os mesmos valores da marca, para que o DNA do negócio não fosse perdido. A fusão permitirá agregar tecnologia e oportunidades, oferecendo um portfólio global de soluções com foco em desempenho e inovação”, pontua Antonio Carlos Schmitt, diretor comercial e sócio da Ceramfix (foto).

A união entre as duas marcas resultará em produtos ainda mais inovadores, soluções práticas, ágeis e seguras para a construção civil, com redução de custos, melhoria contínua dos processos internos, produtos e serviços com capacitação permanente dos colaboradores, atenção à segurança, saúde e meio ambiente.

Para os próximos cinco anos, o plano de expansão consiste na construção de novas fábricas no Brasil e em outros países da América do Sul, além de novas unidades de negócios, centros de treinamento em excelência, laboratórios direcionados ao desenvolvimento de novidades para os diversos setores da construção civil. “A parceria ainda possibilitará à Ceramfix explorar o mercado de flooring e aprimorar outros que já atuamos, com impermeabilizantes, colantes, rejuntes, revestimentos, decorativos, fachadas e reparos”, conclui Schmitt.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.