Jaime Lerner e a tendência dos bairros planejados

O arquiteto e urbanista Jaime Lerner, que assina o projeto de bairros planejados da Vokkan Urbanismo, foi eleito o segundo maior urbanista do mundo. Ele é o único brasileiro a figurar na lista.

0 231

Dezembro, 2018 – A Vokkan Urbanismo traz para Santa Catarina um projeto diferenciado, uma proposta focada na qualidade de vida. A empresa lançou recentemente no mercado seu projeto de oferecer soluções urbanísticas para construir ambientes coletivos mais inteligentes, contribuindo de forma direta no desenvolvimento social e urbano de diferentes municípios. Serão três bairros planejados, nas cidades de Porto Belo, Navegantes e Joinville, que trazem a assinatura do renomado arquiteto e urbanista Jaime Lerner. Ao todo, as áreas ocupam mais de 6 milhões de metros quadrados, correspondendo a mais de 850 campos de futebol.

Lerner foi eleito o segundo maior urbanista do mundo. Ele é o único brasileiro a figurar na lista. É referência mundial em planejamento urbano e defende que é preciso agregar no espaço urbano uma estrutura construída com segurança, trabalho, lazer, moradia, em um único lugar. E é essa a proposta da Vokkan. “A criatividade está em começar uma transformação. Empresas como a Vokkan não esperam ter todas as respostas para começar. Elas vão em frente e transformam realidades”, destaca Jaime Lerner.

“A preocupação com a qualidade de vida vem mudando as características do consumidor. Cada vez mais, independente da idade, os cidadãos estão buscando a segurança, educação, trabalho, lazer e moradia num menor raio de distância possível. E, esse é o nosso propósito”, destaca o empresário Roderjan Diehl Volaco, sócio da Vokkan Urbanismo.

“A filosofia da Vokkan se assemelha a nossa, uma cidade pensada para pessoas. A cidade é uma estrutura de vida, trabalho e movimento. Tudo junto. Todas as vezes que separamos as funções de uma cidade, o resultado não é salutar… Porém, é o que a maioria das cidades está fazendo no mundo inteiro. A proposta da Vokkan trará esse propósito e agregará ainda mais qualidade para as cidades que estão inseridas”, explica o arquiteto e urbanista, Jaime Lerner.

Moradia e qualidade de vida: muito além de uma tendência de mercado

Para Jaime Lerner, a união de moradia, lazer e trabalho não é uma tendência ou modismo atual. “A modernidade, o avanço das áreas urbanas, fizeram esses espaços perderam a escala humana, o ritmo do passo do pedestre, a familiaridade da vizinhança, a oportunidade do encontro no espaço público. Os cidadãos querem mais qualidade de vida, querem resgatar os momentos em família e amigos. Hoje não é mais admissível perdermos várias horas do nosso dia nos deslocamentos para trabalho e atividades. Precisamos, portanto, encurtar essas distâncias. Espaços públicos de qualidade, áreas verdes, equipamentos culturais, infraestrutura social, lazer: tudo isso deve estar integrado o máximo possível no cotidiano dos cidadãos. Considero isso como ‘morar bem'”, completou Lerner. De acordo com o urbanista Jaime Lerner, a cidade ideal é aquela que reúne no entorno da moradia o trabalho, a escola, o comércio e o lazer. Quando as funções necessárias ao morador estão distantes da residência, alerta, a sua rotina se desestabiliza. O empresário Roderjan Diehl Volaco ainda completa explicando que o projeto tem como proposta resgatar a simplicidade de viver bem.

“A cidade é uma estrutura de vida, trabalho e movimento. Tudo junto. Todas as vezes que separamos as funções de uma cidade não acontece coisa boa. O melhor exemplo de qualidade de vida é a tartaruga. Ela tem com o casco, o abrigo, o trabalho e movimento tudo junto, além de apresentar o desenho de uma tessitura urbana. É possível imaginar que triste a tartaruga ficaria se cortássemos o casco, tendo que viver num canto e trabalhar num outro. Acabaríamos matando a tartaruga. É isso que a maioria das cidades está fazendo. É preciso que as cidades tenham uma estrutura construída com trabalho, lazer, moradia tudo junto. Quanto mais mistura houver, mais humana a cidade fica”, exemplifica Jaime Lerner.

Dentro do conceito de bairros planejados, áreas pré-determinadas, são focos estruturais as áreas de segurança, saúde, educação, mobilidade, sustentabilidade e coexistência, ou seja, tolerância. Esses pontos são fundamentais para cada uma das cidades, como para toda a humanidade. “Os espaços devem ser planejados e de multiuso. Moradia junto à educação, comércio, serviços e locais para eventos culturais e esportivos”, destaca Lerner.

A mobilidade também é uma das preocupações dos bairros planejados. “E o segredo é combinar os sistemas. Nos projetos da Vokkan essa é uma premissa, o projeto tem também como meta integrar esses sistemas com os demais bairros da cidade”, ressalta o arquiteto.

“Precisamos de mais empresas como a Vokkan, que tomem a iniciativa, sem medo de fazer, que utilizem da criatividade para transformar realidades. Somente com o trabalho conjunto, entre organizações de diferentes esferas, que teremos um caminho promissor quando a temática é qualidade de vida. E mais, além de aliar moradia, trabalho e lazer, a proposta da Vokkan agregará espaços públicos de qualidade integrados ao cotidiano dos cidadãos”, justifica Jaime Lerner.

Espaços integrados

Pensar em um bairro também significa estruturar um espaço com diversidade, ou seja, que possa receber moradores de diferentes perfis e que ofereça comodidade a todos. Para isso, é preciso oferecer não só espaço para residências, como também para comércio, serviços e lazer, não apenas para aquele público, mas que atenda a demanda de toda uma cidade. “Além de dar mais conforto à população, essa variedade, aliada a uma boa iluminação pública, aumenta a segurança do local, gerando um maior fluxo e criando atrativos para todo o entorno. Nossa proposta não é criar minicidades dentro dos municípios, mas sim agregar serviços e potencialidades às regiões”, justifica Roderjan Diehl Volaco. O projeto também trará, aliado a qualidade de vida, um ganho econômico para as regiões, uma vez que os bairros planejados valorizam a localidade.

Fonte: Imprensa/ Vokkan Urbanismo

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.