Grupo de 60 organizações divulga carta de intenções com ações prioritárias para o setor habitacional

152

Abril de 2022 – Diante dos inúmeros desafios que envolvem o setor de habitação no Brasil, a Articulação Colabora HabitAção, grupo liderado pela Habitat para a Humanidade Brasil e composto por mais de 60 organizações, empresas e negócios de impacto que atuam por melhorias habitacionais, divulga carta de intenções com ações prioritárias em busca de possíveis soluções para as dificuldades enfrentadas nessa área e com foco na redução da precariedade de moradias em todo o país. O documento, assinado durante o primeiro encontro presencial da articulação, traz atividades que serão desenvolvidas a partir do trabalho em conjunto dos seus componentes, durante os próximos dois anos.

Entre as ações listadas na carta de intenções, está a capacitação e inclusão da mão de obra feminina para melhorias habitacionais, que irá possibilitar a atuação de mulheres na linha de frente das reformas e construções de moradias, uma presença ainda tímida em relação à masculina. A discussão e implementação de um modelo de Preço Social com a indústria de materiais da construção civil também faz parte do escopo do documento. A alta do valor dos insumos utilizados nas reformas habitacionais é uma das questões prioritárias a ser discutida junto aos representantes de empresas da área com o objetivo de criar um plano mais acessível para que a população de baixa renda também possa promover melhorias em suas casas.

Outra linha de atuação proposta é trabalhar na proposta e modelagem do “modelo mix” (crédito + doação), para criação de faixas de subsídio que apoiem, financeiramente, as famílias dos territórios onde atuam as organizações que compõem a articulação.

Para Dênis Pacheco, gerente de Programas e Voluntariado na Habitat para a Humanidade Brasil, a iniciativa do grupo é importante para fortalecer a atuação conjunta em favor da habitação social. “Oferecer habitações adequadas, com acesso à água e saneamento básico, por meio de casas que ofereçam segurança, dignidade e qualidade de vida para a família, é um direito básico que precisa ser respeitado e garantido a todos. Essa carta marca o início de uma trajetória que será construída, coletivamente, pela Articulação Colabora HabitAção, ao lado de organizações que também enxergam a importância do direito à moradia”, disse.

A EficiObra, negócio de impacto social focado em reformas de melhorias habitacionais, com atuação em Pelotas, no Rio Grande do Sul, é uma das organizações que compõem a rede responsável pelo documento. Para Cristina Rosisky, cofundadora da empresa, “a carta de intenções reflete sobre estarmos juntos e fazermos ações de forma direcionada, em conjunto, para que a gente consiga mudar um pouco o déficit qualitativo habitacional, tentando minimizá-lo de alguma forma para possibilitar moradias dignas, o que é um direito de todos”. Cristina também ressaltou a importância para a EficiObra de integrar o grupo. “A articulação foi fundamental para a nossa sobrevivência no início da pandemia do COVID-19. Éramos uma empresa recém-constituída e a formação dessa rede, puxada pela Habitat Brasil, foi essencial para a nossa sobrevivência enquanto negócio social de impacto, tanto para a gente ganhar confiança e visibilidade no território, quanto para nos fortalecer enquanto empresa”, disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.