Grandes Carnavais : Três sambas-enredo campeões sobre natureza

0 277

Fevereiro, 2019 – Para especialista, assuntos relacionados ao meio ambiente e à conservação devem estar presentes em agendas políticas, culturais e de educação. O carnaval não deve ficar de fora

A natureza e a conservação do meio ambiente sempre foram fontes de inspiração para vários compositores e carnavalescos. O tema já inspirou sambas de escolas tradicionais que desfilaram pela Marquês de Sapucaí e no Anhembi e trouxeram ao público a importância sobre o debate das questões ambientais.

“No momento em que as manifestações culturais abordam temas relacionados ao meio ambiente, temos a chance de conscientizar mais pessoas sobre o papel da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos para o homem”, explica a ecóloga, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, Marcia Marques.

De acordo com a especialista, as manifestações culturais são excelentes momentos para provocar uma reflexão para a conservação da natureza. “Em um país com a maior biodiversidade do mundo, é fundamental que assuntos relacionados ao meio ambiente e à conservação estejam inseridos nas agendas políticas, culturais e de educação. O carnaval, de certa maneira, contribui com isso”, analisa.

Em 2019, a importância da natureza e o alerta para a conservação não estão entre as principais fontes de inspiração para as escolas de samba dos grupos especiais do Rio de Janeiro e de São Paulo. Apenas a Mocidade Alegre sinalizou que retratará o Rio Amazonas em meio à lenda indígena Ayakamaé no sambódromo paulista.

Lista

Falar sobre elementos naturais e a importância da conservação já ajudou algumas escolas a vibrarem com o grito de “campeã”. Conheça três sambas-enredo sobre natureza que conquistaram o público e venceram o carnaval:

1.“Chuê, Chuá, as águas vão rolar” (Mocidade Independente de Padre Miguel – 1991)

No início da década de 1990, a escola de samba de Padre Miguel escolheu como tema o recurso natural mais importante do planeta. A Mocidade falou da água como fonte da vida, o uso no dia a dia e exaltou cachoeiras, mares e rios. Com o samba-enredo, a escola garantiu o bicampeonato na Sapucaí.

“É no Chuê, Chuê

É no Chuê, Chuá

Não quero nem saber, as águas vão rolar.

É no Chuê, Chuê

É no Chuê, Chuá

Pois a tristeza já deixei pra lá!

Da vida sou a fonte de energia

Sou chuva, cachoeira, rio e mar

Sou gota de orvalho, sou encanto

E qualquer sede posso saciar.”

2.“Amazônia, a Dama do Universo” (X-9 Paulistana – 1997)

Nesse samba-enredo, a escola paulista falou sobre os mistérios e a magia que envolve a região amazônica. Relembrou a época da borracha e a exploração das seringueiras. A agremiação também destacou as riquezas naturais da região, como as águas e o guaraná, e provocou uma reflexão sobre a importância da preservação dos recursos naturais.

“É boi-bumbá (olha o boi, olha o boi)

Esse boi é garantido e caprichoso

Descendo o rio de Manaus a Parintins

Tudo isso é maravilhoso.

Temos que usar a consciência

E despertar para um futuro promissor,

Preservando a natureza

Pra nossa vida ter valor.”

3.“Manôa, Manaus, Amazônia, Terra Santa: Alimenta o corpo, equilibra a alma e transmite a paz” (Beija-Flor – 2004)

Uma das maiores campeãs do carnaval carioca, a Beija-Flor levou a Amazônia para o sambódromo em 2004, mostrando o verde das florestas e alertando sobre a destruição da natureza ao longo dos anos. O massacre dos índios na região e o perigo das queimadas também foi retratado pela escola, que destacou a importância da conservação da natureza e da Amazônia.

“Força, mistério e magia

Fruto da energia, o meu guaraná

A lágrima que o trovão derramou

A terra guardou semente no olhar

Maués, Anauê, cultura milenar

Anauê, Manaus, Mamirauá

Viva a Paris Tropical

Água que lava minh´alma

Ao matar a sede da população

Caboclo ê a homenagem hoje é

A todo povo da floresta um canto de fé

Se Deus me deu, vou preservar

Meus filhos vão se orgulhar

A Amazônia é Brasil, é luz do criador

Avante com a tribo Beija-Flor.”

Fonte: Imprensa/Rede de Especialistas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.