GE fornece motores para o São Paulo Expo e garante eficiência energética e redução de custos

0 26

São três motogeradores Jenbacher com capacidade de gerar 6 MW de energia; interligados a um sistema de refrigeração também produzirem água gelada para climatização do ambiente

Dezembro, 2016 – Cada vez mais a GE busca alternativas para proporcionar aos seus clientes maior eficiência energética e redução de custos. Em parceria com a divisão de Distributed Power, o São Paulo Expo, um dos mais modernos centros de exposições, congressos e convenções da América Latina, concretizou a instalação de um sistema de cogeração. O investimento realizado no projeto foi de R$ 30 milhões.

O novo sistema, que tem capacidade de produzir até 6 MW de energia elétrica,é composto por três motogeradores Jenbacher, fornecidos pela GE. Cada um terá 2 MW de potência. Interligados a um sistema de refrigeração que aproveitara o calor dos motores, é possível também resfriar a água quente gerada no processo para que ela seja reutilizada para a climatização do ambiente.

O projeto entrou em operação ainda em novembro durante a realização do Salão do Automóvel e faz parte do processo de modernização e ampliação do São Paulo Expo. Para o planejamento e instalação da usina de cogeração, o centro de exposição contou com a expertise da Union Rhac, empresa brasileira que há 25 anos atua em todas as vertentes que envolvem a geração distribuída de energia.

“Buscamos na cogeração por gás natural uma forma de ter garantir ganhos energéticos e econômicos ao espaço. Além disso, o processo se consolida no mercado como uma forma sustentável de geração sem prejuízos ao meio ambiente”, explica José Carlos Felamingo, sócio-diretor da Union Rhac.

“A cogeração a gás natural é o processo mais eficiente de produção de energia e é indicada para empreendimentos que buscam competitividade operacional, autossuficiência energética, segurança e qualidade da energia elétrica recebida”, explica Rickard Schafer, líder de vendas da divisão de Distributed Power da GE Power para o Brasil.

O processo proporcionará aproveitamento de mais de 70% da energia térmica proveniente do gás natural utilizado como combustível e custará cerca de 60% dos valores da energia convencional e 40% da opção de geradores a diesel.

Para Damien Timperio, diretor geral do São Paulo Expo, o novo sistema de geração de energia segue a proposta de modernização da venue. “Fizemos um levantamento que nos mostrou que o gás natural traria ganhos de eficiência energética e econômicos. Para um espaço do porte do São Paulo Expo, que anualmente recebe milhões de visitantes em eventos de alto padrão, foi a escolha apropriada para oferecer conforto aos clientes”, afirma.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.