“FGTS não é complemento de renda, é geração de bem-estar, emprego e renda”, diz CBIC

255

Fevereiro, 2022 – O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta terça-feira (22), que o governo federal pretende liberar o saque de recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para os brasileiros quitarem suas dívidas. O ministro ainda falou em reduzir em 25% o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) e no lançamento de um programa de universalização do acesso ao crédito.

Entretanto, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) destacou ter preciso cautela na utilização do FGTS como complemento de renda. “Reduzir o IPI será uma medida importante, pois é um imposto ruim. Mas o FGTS não é complemento de renda. É funding para investimentos, é geração de bem-estar, emprego e renda para a população”, enfatizou.

Para o setor da construção, o Fundo representa a garantia do patrimônio do trabalhador e gera oportunidades para novos postos de trabalho formais. Além disso, contribui para tornar as cidades mais seguras e salubres por participar da expansão da infraestrutura no país, permitindo acesso à moradia digna aos cidadãos.

De acordo com a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos, cada R$ 1 milhão de novos investimentos no segmento, existe uma geração de 18,31 empregos diretos, indiretos e induzidos.

Fonte: Agência CBIC

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.