Fernando Haddad adere à Plataforma dos Consumidores do Idec

Presidenciável assinou compromisso com as demandas pró-consumidor; campanha de Jair Bolsonaro ainda não se posicionou sobre as propostas

0 396

Outubro, 2018 – O candidato à Presidência Fernando Haddad (PT) assinou a carta de compromisso da Plataforma dos Consumidores do Idec. O presidenciável aderiu a 100% das pautas defendidas pela ONG.

São dez as pautas pró-consumidor encaminhadas ainda antes do primeiro turno das eleições, a todos os presidenciáveis nas Eleições 2018. Entre as demandas contempladas estão: saúde por inteiro, comida de verdade, bancos responsáveis, energia barata e sustentável, mais transporte, internet e telefonia universais, dados protegidos, agências a serviço da população, defesa efetiva do consumidor e consumo sustentável e meio ambiente protegido.

Fernando Haddad, assina pautas pró consumidor do IDEC.

Pela avaliação do plano de governo registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o candidato Jair Bolsonaro (PSL) atende a 5,2% das pautas da Plataforma. O Idec entrou diversas vezes em contato com a assessoria do presidenciável e ainda não obteve retorno sobre a adesão das propostas.

Para chegar aos percentuais dos candidatos que não aderiram diretamente à carta de compromisso, o Idec fez uma análise das programas de governo e avaliou a aderência com cada umas das 10 pautas dos consumidores. A média geral é a avaliação de aderência a cada umas dessas 10 pautas, que possuem o mesmo peso para a composição do número final.

Desde o lançamento da plataforma eleitoral, no dia 30 de agosto, o Idec entrou em contato com as campanhas de todos os candidatos para divulgar as propostas e abriu possibilidade de apoio a cada um dos temas, mesmo que os programas de governo não os abordassem.

No primeiro turno, a Plataforma recebeu o apoio de mais de 100 candidatos a senadores, deputados federais e deputados estaduais e distritais. A adesão aos temas estará aberta até o dia 26 de outubro, e qualquer um dos candidatos podem aderir e mudar o placar.

Pela Plataforma, os eleitores também podem cobrar o apoio do presidenciável Jair Bolsonaro e dos candidatos a governador que disputam o segundo turno.

Fonte: Imprensa/ IDEC

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.