Dor de cabeça: Clientes temem que construtora quebre como a ENCOL

Prestar atenção a alguns fatores “Já faz dois anos que tomei o calote desta empresa. Imagina se a Calper não entrega uma obra, como aconteceu com a Encol e deixa dezenas de pessoas sem seus imóveis”, diz a carioca que não recebeu valor do distrato pode te livrar de maus bocados

0 153

Agosto, 2019 – Realizar o sonho da casa própria não tem sido tarefa fácil no Brasil. Com o setor se recuperando de uma grave crise, muitos brasileiros tiveram problemas financeiros para quitar seus empreendimentos. Outras dificuldades vivem as incorporadoras, como entrega atrasada, falta de obras de infraestrutura nas vias de acesso como contrapartida, até acordos de distrato não honrados. Os imóveis comprados no período de expansão do mercado imobiliário, do começo da década até as olimpíadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro, ficaram marcados por diversas situações do tipo, muitas sem resolução até hoje. “O poder judiciário do Rio de Janeiro ainda nem se quer conseguiu citar a empresa. Não sei mais o que fazer. Entrei em contato com o Secovi, Procon, Sinduscon e a Secretaria de Habitação do Rio de Janeiro, mas ainda não consegui a ajuda necessária para solucionar o problema”, conta Tuany Palma, que teve problemas com o empreendimento Wonderfull da Construtora Calper, adquirido em 2011.

O caso da carioca de 34 anos é emblemático, porque simboliza diversas situações pelas quais passaram muitos que investiram suas economias e ainda assim continuam vivendo de aluguel. “Entrei na justiça e meus advogados estão tendo dificuldades, pois a empresa muda de endereço e não assina o distrato com o nome oficial, usam o de outra empresa, da qual a Calper é sócia majoritária de 99,9%”, diz. No site Reclame Aqui, podem ser encontradas dezenas de outras reclamações do empreendimento Wonderfull. Na rua onde o condomínio está localizado podem ser encontrados outros empreendimentos da construtora de alto padrão, que se comprometeu a ampliar as ruas de acesso, mas ainda não o fez, assim como obras no Museu Casa do Pontal. Além disso, a região se encontra com graves problemas de saneamento básico, gerando constantes denúncias da associação de moradores do bairro.

Para Tuany, o medo é de a construtora não conseguir revender os apartamentos, o que acarretaria em um prejuízo maior ainda. “Fico pensando se a construtora está com dificuldades financeiras, imagina se ela não entrega uma obra, como aconteceu com a Encol e deixa dezenas de pessoas sem seus imóveis”.  Segundo especialistas, o mais indicado na hora de realizar acordos, como o distrato, é realizar uma confissão de dívida, que funciona como um acordo onde podem ser cobrados juros e multa sobre o atraso do pagamento da construtora. Uma outra precaução na hora de comprar imóveis na planta é verificar se o empreendimento está sendo feito em um regime de afetação, isto é, com um CNPJ próprio. Dessa forma, o patrimônio do empreendimento fica separado da empresa, tornando mais fácil a cobrança de valores e podendo evitar possíveis calotes.

Contato Construtora Calper:

Ricardo Ranauro – (21) 3514-2950 – ricardo@calper.com.br

Ação de Execução

Processo 0028138-97.2018.8.19.0209

Link reclame aqui

https://www.reclameaqui.com.br/construtora-calper/nao-paga-o-que-e-devido-uma-verdadeira-dor-de-cabeca_9aNGYZLFXUthjHks/

Fonte: Imprensa/GuerattoPress

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.