Dica de construção: Demolição Controlada

0 204

Por Gabriela Cunha e Paulo Amorim

Abril, 2019 – Na Construção Civil, os procedimentos comumente utilizados para demolição de estruturas, constituíam-se da utilização de métodos com impacto sob a estrutura existente, através de, por exemplo, rompedores ou explosivos, não sendo considerados demolição controlada. Estes métodos geram vibrações intensas por causa dos impactos, além de ruídos, gases tóxicos e poeiras, comprometendo o meio ambiente.

Atualmente, a preocupação quanto aos danos causados às estruturas é elevada. Procedimentos de manutenção, ampliação e/ou demolição de estruturas como pontes, barragens, usinas nucleares, indústrias, alto forno, shoppings, hospitais, hidrelétricas, petroquímicas que envolvem riscos, exigem metodologias mais seguras e equipamentos especiais, sendo mais apropriado utilizar as técnicas de demolição controlada.

Indicada para locais confinados, ou que exijam controle absoluto da parte a ser demolida, em que a espessura da estrutura a ser retirada é muito grande e, ainda, para locais em condições de risco ou onde a preservação das estruturas remanescentes se faça necessária, as técnicas de demolição controlada se encaixam perfeitamente, sendo necessariamente planejadas e executadas de modo a impactar o menos possível. 

Demolição Controlada. Divulgação

O procedimento, conhecido como demolição controlada, caracteriza-se pelo uso de metodologia sem impacto, vibração ou barulho, preservando a estrutura remanescente.

As principais características da demolição controlada são:

  • Possibilidade de remoção de grandes volumes de concreto;
  • Demanda pouca mão-de-obra;
  • Necessita de prazos menores;
  • Não geram impacto;
  • Não deixam entulho em leitos;
  • Peças cortadas podem ser reutilizadas;
  • Baixos níveis de ruído, poeira e vibração;
  • Execução dos serviços sem interromper processos produtivos;
  • Equipamentos portáteis com alta capacidade de produção e alcance à lugares de difícil acesso;
  • Possibilidade de operar equipamentos à distância, evitando a permanência em áreas de alto risco como: espaços confinados, trabalhos em altura, subaquáticos, presença de gases tóxicos, radioatividade, etc.

Também considerada como demolição sustentável, a demolição controlada, além de gerar uma quantidade reduzida de resíduos, viabiliza o reaproveitamento do entulho para outros fins. Por isso, a demolição controlada possibilita a obtenção de certificações ambientais.

A demolição controlada dá-se pelo o uso de tecnologia avançada para execução de cortes, abertura de vãos de dimensões e profundidades variadas e demolições dos mais diversos tipos de estruturas de concreto ou rocha, através de ferramentas diamantadas.

As principais aplicações da demolição controlada, são:

  • Alteração/demolição/modernização de estruturas;
  • Remoção de instalações obsoletas (fundações, pisos, pilares, paredes e, às vezes, seções completas de bases, pontes, altos fornos, etc);
  • Desmontagem industrial;
  • Desmonte de rocha;
  • Demolição de obras portuárias;
  • Demolição de bases de concreto;
  • Abertura de vãos para portas, janelas, tubulações, etc;
  • Corte e Perfuração de concreto estrutural, estruturas metálicas, estruturas submersas/subaquáticas, carcaça de alto forno, fornos siderúrgicos, material refratário.

 Site:http://www.intech.eng.br/demolicao-controlada-corte-perfuracao/demolicao-controlada/

Autores: Gabriela Cunha e Paulo Amorim

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.