Corrida Eleitoral para tirar o Rio de Janeiro do buraco começou: Freixo com apoio de LULA larga na frente. Cláudio Castro apoiado por Bolsonaro segue atrás.

Pesquisa DataFolha mostra o Deputado Federal Marcelo Freio, em primeiro lugar, Cláudio Castro, atual Governador em segundo lugar e, Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói aparece em terceiro lugar.

229

Desemprego alto (pior dado de empregabilidade do país), violência endêmica  (mortes de jovens negros em larga escala abissal, milícia, tráfico de armas e drogas), um judiciário omisso e seletivo, corrupção no setor público e privado, tragédias com mortes e desabrigados nas regiões Serrana e da Costa Verde, preço da cesta básica sendo a mais cara do Brasil( R$ 818,00), transporte público em crise, além do fraco ambiente de negócios permanente desde 2014 no Estado do Rio de Janeiro são fatores que complicam o cenário político fluminense.

Ainda assim, com um olhar desconfiado da população o clima eleitoral no país começa a ganhar contornos de campanha após confirmação de alguns nomes e da divulgação da primeira pesquisa realiza pela DataFolha para o Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Entre os primeiros destaques temos: Marcelo Freixo, líder na pesquisa com 22%, conta com o apoio do ex-presidente Lula, (cabo eleitoral fortíssimo) e, candidato para presidente da República.

Já o Cláudio  Castro, atual governador, assumiu o posto após afastamento de Wilson Witzel, por corrupção na secretária de saúde. Castro, conta como seu principal cabo eleitoral Jair Bolsonaro, atual presidente que durante sua gestão, teve mais de 600 mil mortes nas costas, inflação disparada, preço do Botijão de Gás custando mais de R$ 100 e, alta sem freio dos combustíveis, além da aumento de mais de 80% da conta de luz, sufocando o cidadão fluminense.

De positivo, Castro conta os volumosos recursos ( RS 22 Bilhões) da venda da CEDAE para aplicar em obras de Saneamento e outras áreas importantes de desenvolvimento no estado.

Em terceiro lugar, surge Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói, posto ocupado por 8 anos. Na sua gestão, deixou de lado um plano de desenvolvimento turístico da cidade amplo, envolvendo Centro de Convenções, Construção Civil e um polo de Tecnologia na cidade. Hoje, Niterói é apenas conhecida com lugar excelente qualidade de vida para meia dúzia de ricos da Zona Sul niteroiense.

O restante dos candidatos repetem a fala do senso comum ou seja não possuem projetos desenvolvimento regional.

Segue os dados da primeira pesquisa DataFolha divulgada na quinta- feia(7).

Cenário 1

Pesquisa Datafolha - 7 de abril — Foto: Arte/g1

Cenário 2 

Pesquisa Datafolha - 24 de março — Foto: Arte/g1

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.