Consciência Negra: ID_BR acredita que Brasil avançou 20 anos na agenda racial no último ano, mesmo com uma longa jornada pela frente

Selo “Sim à Igualdade Racial” chegou a 39 empresas que se comprometeram com a luta por igualdade racial no Brasil

281

Novembro, 2021 – Neste sábado, 20/11, dia da Consciência Negra, o ID_BR (Instituto Identidades do Brasil) – que tem como missão acelerar a igualdade racial no Brasil – nota um avanço na agenda racial no país, mesmo com uma jornada enorme ainda pela frente. Com 39 empresas dentro do selo “Sim à Igualdade Racial’, a instituição acredita que o Brasil avançou 20 anos na agenda racial entre 2020 e 2021 após o episódio de George Floyd, nos Estados Unidos que marcou o mundo.

Fundado em 2016, o ID_BR surgiu através de uma ideia de Luana Génot, hoje, sua Diretora-Executiva. Depois de uma participação na Conferência Mundial da Juventude da ONU, no Sri Lanka, Luana teve certeza que gostaria de criar um modelo de negócio que estimulasse a diversidade étnico-racial no mundo corporativo. O ID_BR nasce com a missão de promover a aceleração da igualdade no país, com foco no mercado de trabalho.

Hoje, a instituição é dividida em três pilares de atuação: empregabilidade, educação e engajamento. E todos atuam juntos como um ecossistema para criar culturas corporativas antirracistas que tenham planos de ação com prazo e investimento para este fim, além de estimular o diálogo e engajar as pessoas de modo geral com a pauta

Com todo este empenho, o instituto já consegue ver o país caminhando na luta pela igualdade racial. Tom Mendes, diretor financeiro administrativo do ID_BR, acredita que a conscientização e ações de 2020 e 2021 fizeram com que o Brasil avançasse duas décadas na agenda racial. “Do ano passado para cá a gente teve um acréscimo gigantesco, mas principalmente nas grandes empresas. Infelizmente, pequenas e médias não têm feito muitas coisas. Mas as grandes empresas, grandes nomes do mercado, têm feito coisas interessantes, criando áreas específicas para tratar da temática racial, grupos de afinidade e realizado alguns investimentos”, explica.

“Hoje, o ID_BR tem 39 empresas no Selo “Sim à Igualdade Racial” e 90% dessas empresas são gigantes. A gente tem Coca-Cola, Nubank, Mondelez, C6 Bank, BRF, Disney, entre várias outras. É importante salientar isso e reforçar o lugar das grandes empresas na luta racial. Todas as empresas que entram no selo, entram no nível de compromisso, depois vão para engajamento e influência. O nosso grande objetivo é que essas grandes empresas todas estejam em influência e consigam influenciar toda sua cadeira, inclusive fornecedores que são empresas de médio e pequeno porte. Mas isso é para o futuro”, completa.

O selo “Sim à Igualdade Racial” é uma ferramenta que ajuda organizações a enxergarem quais práticas são necessárias para a promoção da igualdade racial de forma efetiva. Cada resposta vale pontos e, a partir dos pontos, a empresa pode simular em qual nível está: Compromisso, Engajamento ou Influência. A promoção da igualdade racial pode agregar valor para a organização, colaboradores e stakeholders.

Além do selo, o ID_BR oferece um programa de capacitação para lideranças negras e indígenas, cursos de letramento racial e produz o Fórum Sim à igualdade racial, evento com painéis temáticos, Oráculos – talks inspiracionais sobre o tema.  Outra iniciativa do Instituto é o Prêmio Sim à igualdade racial, que reconhece e premia os principais nomes de pessoas, empresas, iniciativas e organizações que atuam em prol da Igualdade Racial no país nas áreas de empregabilidade, educação e cultura.

Acesse o site www.simaiguadaderacial.com.br

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.