Cimento une indústria e academia

246

Iniciativa irá direcionar as pesquisas do setor de cimento de acordo com as necessidades específicas da indústria. Lançamento contou com presença de membros do setor e de estudiosos sobre o tema. Rede é coordenada por um dos grandes nomes da construção sustentável no Brasil, professor Vanderley John (USP)

No último dia 23 de junho, foi lançada na sede da Associação Brasileira de Cimento Portland – ABCP, (atualmente compartilhada com a Agência USP Inovação), uma rede de integração entre pesquisadores da academia, instituições publicas e privadas e profissionais da indústria do cimento que unidos vão trabalhar no desenvolvimento e direcionamento de pesquisa para o setor de cimento. Trata-se da Rede Lat-RILEM, (Rede Latino-Americana de Pesquisa em Cimento), sucursal latina da Rilem (Rede Internacional de Laboratórios de Ensaios de Materiais), sediada em Paris (FRA).

Coordenada pelo professor dr. Vanderley Moacir John, da Escola Politécnica da USP– especialista e pesquisador em construção sustentável do Brasil –, essa rede tem por objetivo aumentar a eficácia social da pesquisa, acelerar o desenvolvimento de soluções para problemas técnicos relevantes da cadeia produtiva do cimento,  incluindo soluções e ações  dirigidas para reduzir o impacto ambiental,​ bem como ​propiciar​  a formação de recursos humanos qualificados, tanto para a indústria como para a academia brasileira.

Na prática a Rede vai privilegiar a busca de pontos de interesse comuns, atuando na área de conhecimento básico, e desenvolvimento de pesquisas em nível pré-competitivo. Também dará suporte técnico para melhoria da normalização do cimento, sem, no entanto, avançar em especificações de produto, — objetos de negociação nos fóruns normativos. E fará o  compartilhamento de laboratórios e incentivará a colaboração na busca de financiamento a pesquisas.

Para a indústria, a chegada da Rede Lat-RILEM no Brasil é uma oportunidade de otimizar os investimentos e custos de pesquisa e melhorar a captação de recursos humanos, o que deve facilitar a atração de talentos. Para a academia a Rede oferecerá uma oportunidade de colaboração e de aumentar a relevância social das atividades de pesquisa, além de ter acesso ao conhecimento acumulado na indústria cimenteira.

Por ser associada à  Nanocem, a Rede Lat-RILEM permitirá aos seus membros acesso aos conhecimentos já acumulados nesta rede europeia, potencializando ainda mais as pesquisas que serão desenvolvidas em prol do cimento brasileiro.

O lançamento da rede Lat-RILEM contou com a presença de representantes das seguintes empresas, institutos e universidades: ABCP, Bruker, Ciplan, Poli/USP, FEI, GCP (antiga Grace), Instituto Federal da Paraíba, Intercement, IPT, UFPB, UFRGS, UNB, UNESP, UNICEn (Argentina), Votorantim Cimentos, entre outras organizações. Bruker e GCP patrocinaram o evento.

A iniciativa continua aberta à ​adesão. Empresas e entidades de pesquisa interessados em participar devem entrar em contato professor Vanderley M. John.

A próxima reunião será realizada no segundo semestre do próximo ano.

Fonte: Assessoria de Imprensa ABCP

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.