CAU-RJ: Jeferson Salazar é eleito presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro

0 79

Rio, janeiro, 2018 – O arquiteto e urbanista  Jeferson Roselo Mota Salazar foi eleito para presidir o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) na gestão 2018-2020. O Conselheiro obteve 13 dos 25 votos dos conselheiros presentes na primeira reunião plenária de 2018. Quem assume as vice-presidências são: Lucas Franco, Isabel Tostes, Nadir Moreira e Edivaldo Souza.

O exercício da atividade de presidente do CAU é voluntário e a função prioritária é decidir sobre assuntos institucionais e administrativos, além de zelar pelo cumprimento das disposições legais vigentes e das decisões tomadas em plenário. Para o novo presidente, existe um conjunto de desafios a ser enfrentado pelo Conselho como promover a assistência técnica pública e gratuita para cidadãos de baixa renda para construir ou reformar em áreas de vulnerabilidade, lutar pela equiparação salarial entre homens e mulheres na arquitetura e urbanismo, combater o exercício ilegal da profissão e a prática de reserva técnica (comissão financeira paga por fornecedores ao arquiteto e urbanista pela escolha de seus produtos), assim como a interiorização da autarquia no Estado.

“A arquitetura e urbanismo deve ser acessível a toda sociedade. Além de garantir o direito à cidade, nossa profissão é capaz de influenciar em políticas como a de saúde. Ambientes bem construídos, com iluminação e ventilação adequadas, reduz a incidência de várias doenças. A Rocinha, por exemplo, registra números impressionantes de casos de tuberculose. Agora, no Vidigal, Zona Sul do Rio, vive-se um surto de hepatite A”, afirmou o novo presidente do CAU/RJ. A promoção da igualdade de gênero na Arquitetura e Urbanismo será uma das pautas prioritárias no próximo triênio do Conselho. “As mulheres respondem por 62,5% dos profissionais da arquitetura no país. No entanto, o trabalho por elas desempenhado fica, muitas vezes, em segundo plano. Precisamos mudar esse cenário e batalhar também pela equiparação salarial das arquitetas. O trabalho da mulher tem o mesmo valor ao do homem”, defendeu Salazar. Ainda segundo o arquiteto, o Conselho deve ser mais incisivo contra o exercício ilegal da profissão e a reserva técnica. “São práticas que desprestigiam a profissão”, disse.

Perfil Jeferson Roselo Mota Salazar

Salazar foi presidente do Sindicato dos Arquitetos e Urbanista no Estado do Rio de Janeiro (Sarj) e da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA); coordenador do Colégio Brasileiro de Arquitetos e do Colegiado das Entidades Nacionais de Arquitetos e Urbanistas do CAU/BR; conselheiro e diretor do Crea-RJ. Graduado pela Faculdade de Arquitetura de Barra do Piraí, o maranhense de 59 anos é mestre em Ciências em Arquitetura pelo PROARQ da FAU/UFRJ e Engenheiro de Segurança do Trabalho pela EE/UFRJ. É arquiteto e urbanista do quadro permanente da UFRJ, onde coordenou o setor de produção do Grupo Executivo de Manutenção e Desenvolvimento e o Serviço de Manutenção Técnica 2; foi pesquisador e coordenador do Laboratório de Ensaios de Materiais de Construção da FAU/UFRJ; e foi membro titular do Conselho Universitário. Salazar também atua como assessor da Universidade da Cidadania, órgão do FCC/UFRJ e como conselheiro titular do Conselho Nacional das Cidades. Foi ainda consultor técnico e professor da cadeira de Patologia das Construções, do curso de especialização em Arquitetura Ambiental da Universidade Gama Filho.

Fonte: Imprensa/CAU-RJ

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.