Casa e moradia: Kazzas cria linha Fábula com biblioteca nos empreendimentos do segmento econômico

Com VGV de R﹩ 200 milhões em 2019 e expectativa de R﹩ 1 bilhão para 2020, construtora conta com projeto educativo em seus prédios

434
Janeiro, 2020 – No terceiro trimestre de 2019, mais da metade (50,7%) do número de imóveis que foram vendidos no país estão enquadrados no setor econômico. Os dados divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), apresentou também o crescimento de imóveis do Minha Casa Minha Vida (MCMV) sobre o total de lançamentos em relação aos demais padrões imobiliários: de 45,9% para 56,9%, no comparativo entre o terceiro trimestre de 2018. Criada em 2015, a Kazzas – spin off da incorporadora e construtora Kallas – atua exclusivamente no segmento econômico, atendendo famílias para as faixas 2 e 3.

Com terrenos bem localizados no que diz respeito à infraestrutura viária, comercial, de serviços e modais de transporte público, os projetos se diferenciam dentro do segmento. “O plantão de vendas, a atuação da equipe comercial, a campanha publicitária e todos os itens envolvidos na estratégia de vendas dos produtos foram desenvolvidos para garantir uma experiência de compra para o cliente final, acima do que ele encontra no mercado comprando imóveis de ticket médio semelhante”, afirma Gil Vasconcelos, diretora de incorporação da Kazzas.

Moradia e educação

Um dos destaques é a linha Fábula. “Além da localização, lazer e preços diferenciados, esse projeto parte do princípio de que a educação tem o poder de transformar a sociedade. Desenvolvemos a Bibliotecativa, um espaço dentro dos empreendimentos com acesso a livros, computadores e diferentes jogos que estimulam o raciocínio e a criatividade de todos que frequentam o espaço”, conta Gil.

Os espaços contam com a parceria de especialistas em educação, sendo um potencial transformador nas vidas das crianças, jovens e adultos que residirão no empreendimento. “A linha Fábula se propõe a entregar mais do que o cliente espera e está acostumado a ver nos similares. Acreditamos na educação como potencial para garantir uma melhor qualidade de vida – pesquisas mostram que cada ano de estudo completo, por exemplo, aumenta o salário em média quase 15%”, afirma a diretora de incorporação de Kazzas, citando o estudo da Fundação Getúlio Vargas divulgado ano passado.

“Uma biblioteca estruturada e com um bom acervo traz grande impacto positivo para o conhecimento. Ter essa facilidade em seu próprio condomínio é um diferencial único”, finaliza Gil. Por enquanto, a linha Fábula contempla dois projetos: na Freguesia do Ó: Fábula Freguesia, com 42m²; e no Socorro: Fábula Socorro, também com 42m²; ambos com 2 dormitórios. Em 2019, Kazzas lançou em VGV R﹩ 200 milhões e a expectativa para 2020, é o lançamento de 15 empreendimentos, com projeção de VGV de R﹩ 1 bilhão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.