Carnaval 2022: Sapucaí continua sem infraestrutura para atender o público. Criança de 11 anos morre ao ser imprensada por carro alegórico

Área externa do Sambódromo do Rio é o principal problema Falta urbanização e readequamento na região do Estácio

252

O Carnaval carioca é uma das melhores e principais festas do mundo. São muitas cadeias criativas de negócios envolvidas desde do entretenimento, turismo, passando pelo poder público até chegar ao setor da infraestrutura. E justamente, é neste último item citado o grande problema. Há uma falta endêmica de investimentos na INFRA interna e externa do Sambódromo, o que acaba ocasionando sérios acidentes fatais.

Morre menina imprensada por carro alegórico depois do desfile da Em Cima da Hora na Sapucaí | Carnaval 2022 no Rio de Janeiro | G1

Dessa vez, a vítima fatal foi a Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, moradora do entorno do Sambódromo que foi imprensada quando tirava um foto por um carro alegórico da GRES Em Cima da Hora junto a um poste, quando o carro era puxado pelo um caminhão na rua Frei Caneca, no abandonado bairro do Estácio(gritando por investimentos urbanos). Mesmo após o atendimento médico de emergência no Hospital Souza Aguiar, Raquel faleceu dois dias depois do acidente.

Familiares estão transtornados com a morte da menina e cobram respostas urgentes das autoridades e responsáveis pelo desfile.  Marcela Paulinha Antunes, mãe da Raquel, que está grávida passou mal na porta do Hospital e desmaiou.  Na Band News, a mãe falou:

“Eles empurraram o carro e não viram que ela estava na traseira sentada, aí imprensou a perna dela no poste”, contou a mãe da menina, Marcela Portelinha Antunes, chorando muito na porta do hospital para onde a criança foi levada.

No G1, o prefeito Eduardo Paes comentou:  “a morte da pequena Raquel” deixa um “grande sentimento de tristeza”. E prometeu acompanhar o trabalho da polícia.

“Vamos acompanhar de perto a investigação policial que apura as responsabilidades e estamos, através de nossa secretaria de Assistência, dando apoio aos familiares. Minha solidariedade neste momento de dor”, disse Paes.

Enquanto não há reformas urbanísticas na região. Por enquanto, a única medida real, o Ministério Público Estadual – RJ determinou que todos os carros alegóricos das escolas de Samba da Série Ouro e do Grupo Especial sejam acompanhados pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.