Caixas de leite são reutilizadas para renovar casas

A Bella Janela, empresa de cortinas e tecidos mantém um projeto social que, além de beneficiar pessoas de baixa renda ainda cuida do meio ambiente

111
Dezembro, de 2021 – A Bella Janela Cortinas e Tecidos , considerada a maior empresa de cortinas da América Latina, mantém projeto social realizado com caixas de leite para revitalizar casas e cuidar do meio ambiente.

A ideia veio de Roberto Baby, diretor da Bella, que decidiu fazer o projeto Bella Social para reutilizar as caixas de leite, antes apenas jogadas na natureza, onde levam mais de 100 anos para se decompor, e agora utilizadas para forração e controle de temperatura interna de casas. A empresa fez parceria com bares, restaurantes, lanchonetes e também com colaboradores que ajudam com a doação do material e com companhias como a Construcolor, que disponibiliza a tinta, para que seja feita também a revitalização externa da casa selecionada.

O primeiro projeto realizado com as caixas foi feito no quarto de um bebê, filho de um colaborador da Bella. O resultado foi tão fantástico que o projeto seguiu em frente. Foram feitas mais duas casas com tachinhas, até que verificaram que o trabalho poderia ser feito com grampos, assim ficaria mais prático e rápido, tanto para aplicação das caixas de leite como ao aplicar a cola e assim colar o tecido de parede.

Em uma casa podem ser usadas de 3.500 a 5.000 caixas de leite. Até o momento foram feitas 10 residências, ou seja, foram tiradas do lixo quase 50.000 caixas de leite. Por enquanto a ação ocorre em Blumenau, nas regiões do Garcia, Progresso, Rui Barbosa, Itoupava Central e Jordão.

“Na última semana foi feita a primeira casa fora de Blumenau, em Anita Garibaldi, onde há a Unidade Bella de Anita e já temos projeto para ser feito em Lages. É muito emocionante cada casa que é feita, em cada família vemos um sentimento diferente, uma emoção, alegria especial, algumas não tinham nem mata junta, fora ou dentro, com a revitalização com as caixas de leite e com o tecido de parede parece uma nova casa, onde não chove, nem venta forte dentro do local, que fica muito mais aconchegante, é um novo lar”, celebra Liliane Trevizol, colaboradora responsável por acompanhar o desenvolvimento do projeto.

Para o futuro, a Bella busca encontrar pessoas engajadas de outros lugares para ajudar na ação e fazer o projeto acontecer e ter mais pessoas com suas casas revitalizadas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.