Artigo: Setor da Construção e Mercado das Pedras crescem juntos e beneficiam um ao outro com uso da tecnologia

219

Por Gustavo Belizário

Mesmo diante da crise econômica que vivemos nos últimos anos, o setor da construção tem alcançado números positivos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em março deste ano, o Produto Interno Bruto (PIB) da construção fechou 2021, com 9,7% de crescimento, o melhor resultado do índice desde 2010. Além disso, segundo o Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), em 2021 o setor mineral registrou aumento de 62% no faturamento em relação a 2020, totalizando R$ 339,1 bilhões (excluindo petróleo e gás).

Gustavo Belizário, CEO da Nanoprice.

Inserido nesse contexto e acompanhando esses crescimentos, o mercado de superfície de pedras tem chamado a atenção dos profissionais do setor e dos clientes, principalmente pela durabilidade, versatilidade, diversidade de cores e alta resistência das pedras naturais. Mármores, quartzos, entre outras, estão frequentemente sendo utilizados nos ambientes internos e externos das residências, inclusive nos imóveis de alto padrão que estão em alta.

Mas, é claro que ano após ano esse setor vem passando por transformações e adaptações para melhorar a experiência de todos os consumidores e dos próprios profissionais. E, uma das principais mudanças que está ocorrendo é com relação ao uso cada vez mais constante de soluções tecnológicas no setor de pedras e construção com o objetivo de agilizar processos, melhorar a eficiência e diminuir os custos.

Dentre as soluções que estão contribuindo com o crescimento, destaco a utilização de drones para a visualização de obras, a aplicação de ferramentas que otimizam orçamentos de maneira mais ágil e a produção de peças por meio dos robôs.

Mas, além disso, as empresas precisam apostar também no marketing digital e envolver os marmoristas no dia a dia dos processos. O grande desafio do setor de pedras também está em educar mais a sociedade sobre a qualidade e benefícios das peças naturais.

A partir desses insights, posso concluir que o universo de pedras e a área da construção caminham juntos e por isso, a tendência é que cresçam cada vez mais de forma significativa. Quanto mais um dos setores estiver em alta, mais o outro acompanhará o movimento. Por isso, os profissionais de diversas pontas devem trabalhar juntos, visando o atendimento ao cliente e as melhores inovações tecnológicas.

*Gustavo Belizário é CEO da Nanopriceprimeira marmoraria online do Brasil, fundada com a intenção de conectar arquitetos, construtores, decoradores e consumidores finais com marmorarias.  

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.