Alumínio tem mercado promissor na Construção Civil

A tendência, segundo os participantes de painel realizado no 8º Congresso Internacional do Alumínio, é o uso cada vez mais intenso do metal nas construções

0 484

Setembro, 2018 – O uso do alumínio pelo setor da construção civil deve crescer nos próximos anos. Essa é a tendência apontada pelos participantes do painel que discutiu o tema durante o 8º Congresso Internacional do Alumínio. O Congresso, que acontece até o dia 5 de setembro no São Paulo Expo, na capital paulista, é promovido pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL)

Mediado pela arquiteta Magda Reis, consultora da ABAL, o painel contou com a participação de Vera Fernandes Hachich, sócia-gerente da Tesis; de Carlos Borges, vice-presidente de Qualidade e Tecnologia do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi); de Marcelo Barbosa, vice-presidente da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (Asbea); de Mauricio Linn Bianch, diretor de construção da Cidade Matarazzo; de Fernando Simom Westphal, diretor da Ene Consultoria; e de Luiz Henrique Ceotto, sócio-consultor da Certiphic Engenharia de Valor.

Ceotto afirmou que o Brasil deve seguir uma tendência que se verifica nos principais mercados de construção no mundo, em que o uso do alumínio está disseminado. “Lá fora, a oferta de produtos é muito grande”, diz ele. “Aqui, devemos ingressar em uma nova fase de desenvolvimento. Se soubermos usar os componentes e a alta produtividade da mão de obra, poderemos elevar a aplicação do metal”, analisou.

Marcelo Barbosa lembrou de projetos de seu escritório de arquitetura, que têm no alumínio um elemento de uso intenso. “Recorremos ao alumínio nas estruturas complementares, nos revestimentos e na caixilharia. E o mercado ainda tem muito a evoluir”, aposta. Essa evolução passa, segundo os palestrantes, pela aproximação dos diversos segmentos de ambos os mercados: da construção civil e do alumínio. “Os representantes dos dois mercados precisam conversar. O grande desafio é transformar essa cadeia em uma cadeia de valor. O alumínio tem um importante papel como elemento construtivo e como elemento transitório”, avalia Ceotto.

Magda Reis lembrou que a ABAL já atua buscando sinergia e cooperação entre as duas pontas do mercado: produtores e fabricantes de produtos de alumínio  e o setor de construção. E que esse trabalho vai se intensificar.

Congresso Internacional do Alumínio e ExpoAlumínio

O 8º Congresso é um fórum de excelência. Até o dia 5 de setembro executivos das grandes companhias, representantes de associações internacionais do alumínio, de centros de pesquisa e empresários vão compartilhar experiências bem-sucedidas, ações inovadoras e, sobretudo, apontar tendências. Ao todo, serão 15 painéis de discussão e 70 palestrantes.

A ExpoAlumínio, que acontece simultaneamente ao 8º Congresso, traz as novidades dos produtores primários e secundários de alumínio, das empresas de reciclagem, dos fornecedores de máquinas, insumos e dos representantes dos setores de metalurgia, usinagem e fundição.

O evento contará ainda com uma atração extra: a Casa do Alumínio, que revela em seus ambientes, de forma lúdica e interativa, a presença e a importância do alumínio em nosso dia a dia. 

Acesse a programação do 8º Congresso:
https://www.expoaluminio.com.br/O-Congresso/Programacao/

Fonte: Imprensa/ABAL

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.