Aeroporto Internacional de Cabo Frio terá posto de recolhimento de óleo de cozinha utilizado

230

A iniciativa é de alunos dos cursos de Gestão Ambiental e Administração da Estácio, que promove ações para conscientizar a população sobre a necessidade do descarte correto da substância

Outubro, 2016 – Será instalado, no início de outubro, um ponto de recolhimento de óleo de cozinha usado no Aeroporto Internacional de Cabo Frio, por onde passam diariamente milhares de pessoas oriundas das cidades da Região dos Lagos no Estado do Rio de Janeiro. A iniciativa é dos alunos de Gestão Ambiental da Estácio. O projeto é aparentemente simples, mas o resultado é enorme: um litro de óleo descartado no esgoto pode poluir até um milhão de litros de água.

Espera-se que o Eco-Ponto, como o posto de recolhimento é chamado, recolha cerca de 30 litros de óleo de cozinha por semana no aeroporto. “Queremos aproveitar o grande movimento de pessoas no aeroporto para promover a educação ambiental, estimulando novas atitudes que estimulem o consumo responsável e levem a preservação dos nossos recursos naturais”, explica Silvio Ronney, professor de Gestão Ambiental da Estácio e responsável pelo projeto.

O óleo recolhido será coletado pela ONG SOS Óleo Vegetal e Receptor do Óleo Herói do Meio Ambiente da Fé, que fará o descarte ecologicamente correto. As possibilidades são muitas: o óleo pode virar resina para tintas, sabão, detergente, glicerina e biodiesel.

Esse será o sétimo Eco-Ponto do Recic-Óleo – projeto da Estácio que consiste na divulgação, conscientização e descarte correto do óleo de cozinha. Pelo projeto já foram recolhidos 3.840 litros desde 2011. Cada posto de recolhimento contribui para conscientizar cidadãos e estabelecimentos como bares, restaurantes e hotéis que ainda jogam o óleo de cozinha direto na rede de esgoto, desconhecendo os prejuízos desse comportamento.

“O produto prejudica o solo, a água, o ar e a vida de muitos animais, inclusive o Homem. Quando o óleo se espalha na superfície dos rios e das represas, contamina a água e mata muitas espécies que vivem nesses habitats”, afirma Ronney.

Para descartar o óleo, basta deixá-lo esfriar e colocá-lo em uma garrafa PET transparente ou recipiente de vidro. Atenção: não é preciso encher a garrafa até o fim. Qualquer quantidade pode – e deve – ser descartada nos Eco-Pontos. O importante é não jogar o dejeto no esgoto.

Sobre o Recic-Óleo

O projeto Recic-Óleo, da Estácio, existe desde 2011 e engloba professores e alunos dos cursos de Administração de Empresas e Gestão Ambiental do campus Cabo Frio.

Além da instalação de Eco-pontos, a equipe realiza palestras de Educação Ambiental em escolas, associações e empresas. Os cerca de oito mil alunos do campus também são impactados com atividades de conscientização que acontecem duas vezes por semestre.

Os demais Eco-pontos estão localizados em Cabo Frio e em Búzios, nos endereços abaixo:

– Estácio – Campus Cabo Frio: Rod. Gen. Alfredo Bruno Gomes Martins, S/N, lote 19 – Braga – Cabo Frio

– Escola Municipal Professor Edilson Duarte: Rua Prof. Edilson Duarte – Jardim Caiçara – Cabo Frio

– Escola Municipal Professor Zelio Jotha: Avenida Joaquim Nogueira, 812 – São Cristóvão – Cabo Frio

– Colégio Estadual Professor Renato Azevedo: Avenida America Central, 0 – Guarani – Cabo Frio

– CRIAAD – Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente Cabo Frio: Rua Antonio Luiz da Fonseca, S/N – Jacaré – Cabo Frio

– Colégio Municipal Paulo Freire: Rua A – Centro – Armação dos Búzios

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.