Adegas: Simonetto facilita a escolha do estilo ideal

Com o isolamento social e os dias mais frios, o vinho se tornou a bebida do momento

179
Outubro, 2020 – Uma das estações mais requintadas do ano chegou. Com o tempo frio vem à lembrança comidas mais encorpadas e um bom vinho para aquecer os dias mais gelados do ano. Viver este momento em pleno distanciamento social, uma das medidas de combate ao Covid-19, fez com que as lojas virtuais, importadoras e produtores da bebida percebessem o aumento das vendas para o consumidor final.

Desde o início da pandemia no Brasil, percebeu-se uma mudança no perfil dos compradores. Segundo pesquisa realizada pela Dotz, empresa de fidelidade, a qual contatou mais de dois milhões de consumidores, houve um aumento de aproximadamente 38% nas vendas de vinho para os jovens de até 30 anos.

Projetos da designer Luana Freire em Ampére-PR. Divulgação
O que muitos não sabem é que esta iguaria tem algumas especificações de armazenamento para não afetar a sua qualidade. Manter as garrafas deitadas, refrigeradas e sem contato com a luz solar são algumas delas. “Para conservar corretamente a bebida, o ideal é equipar a casa com uma adega. Ela pode levar elegância e sofisticação para diferentes ambientes, como a cozinha ou a sala de jantar”, explica Bruno Garcia de Athayde, arquiteto da Simonetto.

Para simplificar a vida dos consumidores, principalmente daqueles que acabaram de ingressar no universo dos vinhos, a Simonettomarca de móveis planejados, trabalha com projetos personalizados e cuida de todos os detalhes para melhor uso e conservação correta do mobiliário. Segundo o profissional da marca, existem diferentes propostas para incluir o espaço da adega no ambiente, sem perder a harmonia já existente. “São variados estilos e tamanhos, desde as maiores, normalmente procurada por colecionadores, à menores, para quem possui um número reduzido de rótulos”, destaca.

 

Fonte: Imprensa/Simonetto

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.