A Casa Original é o tema da CASACOR Minas 2020

0 174

Janeiro, 2020 – Reconhecida como a mais completa mostra de arquitetura e decoração das Américas, a CASACOR já iniciou os preparativos para todas as edições ao longo de 2020. O evento reúne anualmente prestigiados arquitetos, designers de interiores e paisagistas. E o tema escolhido para balizar todas as edições de 2020 é: A Casa Original. A inspiração para a temática veio a partir da reflexão sobre o mundo tecnológico e contemporâneo. Com o avanço da modernidade, a necessidade de estar sempre conectado, em movimento e em constante mudança, veio também a sensação de instabilidade. Seja pelo ímpeto de acompanhar os passos dessa rápida evolução ou pelo sentimento que brota das consequências que ela causa. O fato é que a CASACOR vem tratando nos últimos anos sobre uma espécie de conexão direta da casa com os nossos valores e a nossa identidade. Nesse sentido, o tema proposto para esta edição pode ser considerado como uma evolução dos temas adotados nos últimos anos, que foram: “Foco no Essencial”(2017), “A Casa Viva”(2018) e “Planeta Casa”(2019).

Juliana Grillo e Eduardo Faleiro – Diretores CASACOR Minas

E em Minas Gerais não será diferente. Em 2020 a CASACOR Minas chega a sua 26ª edição, consolidada como a maior e mais importante mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo do estado. A próxima edição está marcada para ocorrer entre os dias 18 de agosto e 20 de setembro, no Palácio das Mangabeiras. A CASACOR Minas foi inclusive responsável por abrir, pela primeira vez, a residência oficial dos governadores para visitação, tornando-o uma verdadeira atração turística durante todo o período da mostra, que totalizou 50 dias. A realização da CASACOR Minas no belíssimo imóvel permitiu que a população tivesse acesso ao seu interior, além de garantir a realização de uma série de benfeitorias na edificação e no entorno, incluindo a instalação de um elevador para facilitar o acesso de pessoas com dificuldades de locomoção, a recuperação de pisos, banheiros, fachadas e o restauro dos Jardins assinados por Burle Marx, projeto executado pela paisagista Nãna Guimarães. O local recebeu e continuará recebendo uma série de benfeitorias e obras de recuperação de sua estrutura como contrapartida por sua utilização, permitindo que ele seja inteiramente recuperado e esteja em perfeitas condições de uso após o período de realização da mostra.

 “É uma honra e uma grande satisfação ocuparmos novamente o Palácio das Mangabeiras para a 26ª edição da CASACOR Minas. As maiores empresas do setor aguardam esta oportunidade para apresentar seus lançamentos ao público. Estamos cientes do constante desafio que é organizar uma mostra ainda mais surpreendente e inovadora a cada ano”, destaca a diretora Juliana Grillo.

Tema 2020

A Casa Original vem justamente da urgência de encontrar uma resposta para essa questão: por meio da criatividade e do retorno às origens, buscando na terra, na ancestralidade e simplicidade, encontrar um equilíbrio entre o passado e o futuro.

Fachada Palácio das Mangabeiras – Foto Bárbara Dutra

O desafio dos arquitetos, designers e paisagistas para este ano será, portanto, o de fazer com que a casa seja um refúgio, um local para expor suas raízes e valorizar suas histórias.

Prometendo surpresas, a CASACOR 2020 deverá trazer ao público o lugar perfeito para celebrar o bem viver, mas também para debater tudo que é necessário para um viver melhor.

“Em 2020, a CASACOR Minas possibilita mais uma vez aos visitantes, a oportunidade de conhecer e frequentar este imóvel que conta um pouco da história da nossa cidade. O evento reforça a ideia de que novos usos são bem-vindos e que nosso patrimônio cultural precisa ser cada vez mais valorizado. A inspiração para o tema 2020 nasceu da reflexão sobre o mundo tecnológico e contemporâneo. A Casa Original busca, por meio da criatividade, o retorno às origens, às nossas raízes, propondo um perfeito equilíbrio entre o passado e o futuro.”, destaca Eduardo Faleiro, diretor executivo da CASACOR Minas.

O legado da 25ª CASACOR Minas no Palácio das Mangabeiras

Recuperar parte da história da obra feita por um mestre do paisagismo. Esse foi o desafio que a paisagista mineira Nãna Guimarães assumiu no ano passado para a 25ª edição da CASACOR Minas Gerais. Ocupando uma área de 400 metros quadrados, o jardim estava bastante descaracterizado e precisou ser inteiramente reconstruído. Nãna teve acesso ao projeto original e mergulhou fundo no universo do paisagista e das espécies escolhidas por ele para aquele local. Em 2020 esse trabalho continua e mais uma parte dos jardins originais será recuperada.

A ideia de recriar o jardim nasceu depois que o projeto original foi encontrado, conforme aponta o diretor executivo da CASACOR, Eduardo Faleiro. “Ficamos muito entusiasmados com a restauração após termos acesso a essa valiosa informação. Colocamos como meta refazermos parte do ambiente, uma vez que não sabemos ao certo se o projeto original foi totalmente executado”, diz.

Outra contribuição da CASACOR Minas para o Palácio das Mangabeiras que merece destaque foi a completa recuperação dos banheiros públicos, localizados na área externa do Palácio, que ficaram como legado da última edição da mostra e farão parte dos ambientes da 26ª edição. O projeto ficou sob a responsabilidade da experiente designer de interiores Valéria Junqueira, que convidou o artista Alexandre Mancini, discípulo de Athos Bulcão, para criar dois painéis de azulejos, um no masculino e outro no banheiro feminino. Outro destaque são as bancadas em pedra sabão, que remetem às riquezas de Minas Gerais.

Redes

SITE: www.casacor.com

FACEBOOK: www.facebook.com/casacorminas

INSTAGRAM: @casacorminas

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.