Sustentabilidade chega aos imóveis econômicos

0 351

Novembro, 2018 -Dos de alto padrão aos econômicos, construtoras e incorporadoras investem cada vez mais em soluções que otimizam gastos dos recursos naturais e trazem economia. Uma dessas inovações sustentáveis é a captação de luz solar para geração de eletricidade. A MRV Engenharia quer popularizar tecnologia da energia fotovoltaica

A sustentabilidade, definitivamente, passa a ser um item que o consumidor leva em consideração na hora de comprar um imóvel. Dos empreendimentos de alto padrão aos econômicos, construtoras e incorporadoras investem cada vez mais em imóveis que trazem soluções que otimizam os gastos de recursos naturais e trazem economia para o bolso dos moradores.

Gran Vitta PPC – Fachada Noturna. Divulgação

Uma dessas inovações sustentáveis é a captação de energia solar para geração de eletricidade. Em Goiânia, empreendimentos com esse tipo de tecnologia têm crescido, não só por uma demanda dos consumidores, mas também pelo potencial natural da cidade, que recebe forte insolação na maior parte do ano, devido sua localização. A MRV Engenharia, construtora líder nacional na construção de imóveis econômicos, é uma das empresas brasileiras que têm popularizado essa tecnologia sustentável no mercado imobiliário.

Em Goiás, a empresa já lançou dois empreendimentos, um em Aparecida de Goiânia e outro em Anápolis, que terão sistema de células fotovoltaicas para transformação de luz solar em eletricidade. No próximo sábado, dia 10 de novembro, a MRV lança o Gran Vitta, primeiro empreendimento da região Noroeste da capital preparado para gerar energia elétrica a partir da energia solar.

A intenção, segundo o gestor regional de vendas da MRV Engenharia, Fernando Salomão, é aproveitar a energia captada para uso nas áreas comuns do empreendimento, como ruas internas, elevadores, salão de festas, área gourmet e piscinas do condomínio com 320 apartamentos. “Além da possibilidade de redução de até 85% na conta de energia do condomínio, esse investimento trará benefícios também para a população em geral e, por que não dizer, para o mundo. É uma ação sustentável que buscamos implementar em todos os nossos empreendimentos até o ano de 2021”, adianta Fernando.

Hoje, cerca de 30% dos empreendimentos da MRV no País já contam com painéis de células fotovoltaicas nas coberturas. A meta da construtora é de que até 2021 sejam  investidos R$ 800 milhões nesta matriz energética, por meio da entrega de 220 mil unidades com geração de eletricidade a partir da luz solar. O número representará energia 100% limpa em todos os seus empreendimentos.

Potencial de Goiânia

Na avaliação do geógrafo Paulo Roberto Ferreira de Aguiar Júnior, a captação de energia solar – uma fonte limpa e renovável – é um investimento seguro em Goiânia, do ponto de vista das condições climáticas. Isso porque a capital, segundo o especialista, não tem as quatro estações do ano definidas, resultando em mais dias claros, sem nuvens e de forte incidência de raios solares. “Principalmente na época em que estamos, depois do verão e inverno seco, a luminosidade é maior em grande parte dia, diferente da Região Sul, que tem as quatro estações definidas”, diz Paulo.

A combinação de tempo seco e baixa umidade do ar resultou, no último dia 23 de setembro, no dia mais quente registrado neste ano em Goiânia. Os termômetros do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) marcaram 38,5º C. Apesar do calor intenso, a capital já esteve ainda mais quente. Em 2015, Goiânia chegou a registrar 40,4º C no mês de outubro.

Mais sobre o empreendimento
O Gran Vitta inaugura ainda o primeiro pet play em condomínios verticais na Região Noroeste. Fernando Salomão explica que a implantação do espaço para animais domésticos atende a proposta da MRV Engenharia, a maior construtora da América Latina, de privilegiar em seus projetos também os pets. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), já são 132,4 milhões de animais domésticos criados nos lares brasileiros.

No quesito mobilidade, a construtora está incentivando no Gran Vitta o uso de bicicletas dentro do condomínio e nas proximidades, por onde transitam mais de 164 mil pessoas, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. A ideia, também novidade na Região Noroeste de Goiânia, é de colocar bikes compartilhadas à disposição dos moradores clientes da companhia.

Os apartamentos econômicos do Gran Vitta possuirão acabamento de alto padrão, com itens que variam conforme o contrato assinado junto a construtora. As opções vão desde porcelanato em todo o apartamento a parede decorativa no box, em formato 3D. Cuba de sobrepor, torneira giratória, sistema arejador e equalizador de água, e pedra granito São Gabriel são outras inovações nos imóveis desse novo condomínio residencial.

Fonte: Imprensa/MRV

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.