Defesa Civil Nacional fará vistoria em barragens na região de Mariana

0 144

Ministro Helder Barbalho discute com a empresa Samarco ações para período de chuvas

Brasília, Outubro, 2016 O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, reuniu-se nesta segunda-feira (24) com Maury de Souza Jr, diretor de Projetos da Samarco Mineração S.A, e Roberto Silva Waack, presidente da Fundação Renova, instituição criada para conduzir os projetos de recuperação das áreas atingidas pelo rompimento da barragem de rejeitos de Fundão, em Minas Gerais. No encontro foram discutidas as ações já implementadas pela empresa e por suas controladoras (Vale e BHP) para mitigar os danos do acidente, que completa um ano no próximo mês de novembro. Também foi analisado o plano de ação para minimizar os efeitos das chuvas previstas para chegar à região já no mês que vem.

O ministro determinou que uma equipe da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) faça vistoria técnica, já na próxima semana, nos locais atingidos. O objetivo é avaliar as medidas nas áreas de sistemas de alerta e remoção de pessoas, que estão sendo desenvolvidas pela Samarco. A expectativa é de que o ministro Helder Barbalho acompanhe in loco os trabalhos realizados na região, em uma agenda no final de novembro.

A vistoria da equipe da Sedec será coordenada pelo secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Renato Ramlow, acompanhado de equipes técnicas do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e representantes das Defesas Civis dos estados e municípios de Minas Gerais e Espírito Santo, além de integrantes dos consórcios envolvidos.

No último dia 21 de outubro, a equipe técnica do Cenad enviou ofícios para o governo estadual e sete prefeituras de Minas Gerais para orientar sobre a importância e solicitar a produção do Plano de Contingência para cada município. O objetivo é que cada ente se prepare para assegurar a proteção da população caso ocorra um novo evento. O Cenad preparou um material didático para auxiliar na construção dos documentos. Os entes devem elaborar seus planos até final de novembro.

O Ministério da Integração Nacional é membro do Grupo de Trabalho criado pelo Governo Federal e coordenado pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que reúne frequentemente os órgãos federais e empresas e consórcios envolvidos para sobre procedimentos emergenciais realizados pela Samarco para minimizar os riscos. O grupo acompanha o trabalho realizado pela empresa.

Fonte: ASCOM/Ministério da Integração Nacional

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.